Funcionário terceirizado da Equatorial Piauí arremessa filhote de gato sobre carro da empresa; VÍDEO

Funcionário terceirizado da Equatorial Piauí arremessa filhote de gato sobre carro da empresa; VÍDEO
Funcionário da Equatorial Piauí arremessa filhote de gato sobre carro da empresa — Foto: Divulgação/Pauta Animal

Um funcionário terceirizado da Equatorial Piauí foi flagrado arremessando um filhote de gato sobre um carro da empresa, no último domingo (7), em Teresina. Uma câmera de segurança (assista acima) registrou o momento em que o homem joga o animal em cima do veículo e sorri, na companhia de um colega.

Em nota, a concessionária afirmou que soube do caso pelas redes sociais e os colaboradores terceirizados envolvidos no caso foram desligados pela empresa prestadora de serviços. Leia a nota ao final da matéria.

Ao g1, a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) informou que um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil do Piauí (PCPI) deverá investigar o caso.

As imagens mostram dois funcionários realizando um serviço na rede de energia elétrica de uma residência da capital. Um gato se aproxima das pernas de um deles, que se abaixa, agarra o filhote e o arremessa para trás.

O animal atinge o capô do carro da empresa, cai no chão e se esconde debaixo do carro estacionado à frente. O funcionário que jogou o gato sobre o veículo sorri e, logo depois, ambos voltam a trabalhar normalmente.

O caso foi denunciado por um perfil em defesa da causa animal nas redes sociais. Na postagem, internautas ficaram furiosos com os maus-tratos ao gatinho.

“Absurdo. Deve haver punição”, cobrou um. “Misericórdia! Para que essa ignorância?”, questionou outra. “O problema é a impunidade: ninguém está nem aí para os animais”, lamentou uma terceira.

Os usuários também cobraram um posicionamento da Equatorial Piauí, que ressaltou “repudiar qualquer tipo de ação que configure violência com os animais”. Confira a nota na íntegra:

A Equatorial Piauí informa que tomou conhecimento pelas redes sociais do caso envolvendo maus-tratos em animal durante atividade operacional de uma equipe da empresa prestadora de serviço.

A Distribuidora lamenta o ocorrido e esclarece que repudia qualquer tipo de ação que configure violência contra os animais.

A Equatorial Piauí informa que os colaboradores terceirizados envolvidos no caso foram desligados na tarde desta quarta-feira (10) pela empresa prestadora de serviços.

A Distribuidora esclarece ainda que continuará acompanhando o ocorrido, cobrando da empresa prestadora de serviços todas as medidas cabíveis relacionadas ao caso.

Mais de dois casos por dia

Animais para adoção na Associação de Proteção e Amor aos Animais (Apipa), em Teresina — Foto: Divulgação/Apipa
Animais para adoção na Associação de Proteção e Amor aos Animais (Apipa), em Teresina — Foto: Divulgação/Apipa

O Piauí registrou, entre 2022 e 2023, mais de dois casos de maus-tratos aos animais por dia, apontou o relatório final do Grupo de Trabalho de Proteção Animal, composto pelas secretarias estaduais de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Segurança Pública (SSP).

Segundo o documento, houve um aumento de quase 18% de um ano para o outro. Mais de 80% dos maus-tratos foram registrados em Teresina , enquanto o Piauí contabilizou, ao todo, 819 casos. O crime prevê pena de dois a cinco anos de prisão, multa e proibição da guarda; caso o animal morra, a pena pode ser aumentada em até um terço.

Como denunciar?

Disque Denúncia da Semarh: ligação ou mensagem de WhatsApp no número (86) 9 8112-9958;

Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA): presencialmente, na Avenida Raul Lopes, Zona Leste de Teresina, ao lado do Parque Potycabana; ou pelo site de denúncias da Polícia Civil.

Por Eric Souza

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.