Denúncia de maus-tratos foi registrada na polícia em Avaré (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

Funcionários públicos suspeitos de agredirem pônei em Recinto de Exposições são transferidos de setor

Os cinco funcionários públicos suspeitos de agredirem um pônei no Recinto de Exposições de Avaré (SP) foram transferidos de setor e encaminhados à Secretaria de Serviços, de acordo com a prefeitura.

Segundo o Executivo, eles serão investigados por falta funcional, de acordo com artigos do Estatuto dos Servidores, e crime ambiental de maus-tratos.

Ainda segundo a prefeitura, os suspeitos poderão ser exonerados ou punidos quando um processo administrativo disciplinar for finalizado.

VÍDEO: Funcionários públicos suspeitos de agredirem pônei em Avaré são transferidos de setor

Multa

Após a agressão ao animal, o grupo foi identificado e cada um foi multado em R$ 3 mil por crime ambiental, com pena que varia de três meses a um ano e multa, segundo a Polícia Militar Ambiental. As identidades não foram divulgadas.

O pônei foi localizado e passou por avaliação de médicos veterinários. A corporação informou que o pônei está bem e será apreendido administrativamente.

O animal está sob os cuidados de um fiel depositário até que o proprietário seja ouvido no processo.

Agressões

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra as agressões e a suspeita é de que os responsáveis sejam funcionários públicos.

No vídeo é possível ver quatro homens maltratando o animal em uma das pistas do recinto. Um deles monta e dá tapas na cabeça do pônei enquanto outro o puxa com uma corda. (Veja o vídeo acima)

Em outro trecho do vídeo, um dos homens bate no animal com o cabo de uma enxada.

Fonte: G1