Galinha que caiu de caminhão de abatedouro é resgatada da estrada e ganha uma nova vida

Galinha que caiu de caminhão de abatedouro é resgatada da estrada e ganha uma nova vida

Por Kathy O’Hara / Tradução de Luciane Sarti

Meu marido Tom e eu já cruzamos inúmeras vezes os 37 quilômetros da Ponte Túnel Baía de Chesapeake, no estado da Virginia, EUA. No entanto, na noite de sexta-feira do dia 3 de junho, tivemos uma visão única.

Estávamos saindo do segundo túnel quando a vimos: branquinha, fofa e na estrada. Alguns segundos se passaram antes que pudéssemos perceber o que era. Ainda posso ouvir meu esposo perguntando “Aquilo era uma galinha?”.

EUA Virginia galinha caiu caminhao

Tudo aconteceu muito rápido. Eu estava em lágrimas. Rápido! Volte. Vire no primeiro retorno da estrada, volte pelo segundo túnel, depois o primeiro. Outro retorno pelo túnel, estrada, túnel!

Nosso plano: se a galinha ainda estivesse lá viva, iríamos diminuir a velocidade e ligar o pisca-alerta. Eu estaria preparada com uma tolha, iria arremessá-la pela porta aberta e pegaria a ave.

Lá estava ela, parada no mesmo local, cabeça para baixo e voltada para o trânsito que vinha em sentido contrário. Agarrei-a!

EUA Virginia galinha caiu caminhao2

Reva, a renascida

Aquele não era o dia dela morrer e, com isso em mente, a chamei de Reva, abreviação para “Revenant”, em homenagem ao filme – uma pessoa que retorna d morte ou de uma longa ausência.

E agora, o que fazer com uma galinha? A caminho de nosso barco que fica na marina na costa leste, conseguimos uma caixa em uma loja de bebidas e acomodamos Reva com sua toalha.

EUA Virginia galinha caiu caminhao3

Liguei para uma amiga na esperança de que ela conhecesse alguém que quisesse uma galinha. Alguns minutos depois, ela me ligou de volta. Aconteceu que um santuário de galinhas chamado United Poultry Concerns ficava a apenas 32 km seguindo a estrada da costa leste!

Deixei uma mensagem de voz para o santuário e, enquanto aguardava o retorno, improvisei um potinho de plástico com água para Reva. Para minha alegria, ela tomou vários goles grandes e pareceu esguichar um pouco pelo bico. Eu soube mais tarde que essa havia sido a primeira vez na vida que Reva teve acesso ilimitado à água.

Uma vida nova para Reva

Sábado pela manhã, Reva ainda estava viva! Uma ligação de Karen Davis, do United Poultry Concerns, informou que eles acolheriam Reva e que sua assistente no santuário, Holly Wills, daria as boas-vindas à ave, a Tom e a mim quando chegássemos. (Karen estaria indo para um evento sobre direitos dos animais naquela manhã.)

Quando chegamos, Holly já tinha um local preparado para Reva na varanda telada com um pote de comida, água fresca e uma colcha macia. Holly contou que provavelmente Reva caiu de um caminhão a caminho do abate na costa leste.

Posteriormente, falei com uma mulher que disse que tinha visto Reva na ponte na tarde daquela sexta-feira, mas que não parou. Ela acreditava que Reva já estivesse no local há pelo menos duas horas antes de a encontrarmos.

EUA Virginia galinha caiu caminhao4

Deixamos o santuário United Poultry Concerns sabendo que a história de Reva não poderia ter tido um final mais feliz. Ela contrariou as estatísticas. O resto da vida de Reva não poderá ser mais feliz.

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.