Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico em São José dos Campos, SP

Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico em São José dos Campos, SP
Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico em São José dos Campos; a gansa Amora com a cuidadora Sueli. — Foto: Reprodução/ TV Vanguarda

Uma gansa chamada Amora ganhou uma prótese no bico após ter a parte inferior dele destruída em um ataque de um cão, em São José dos Campos (SP). O destino da ave foi mudado graças a uma clínica veterinária de uma universidade, que criou o molde em parceria com um laboratório de próteses humanas.

Vídeo: Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico.

A cuidadora de animais, Sueli Vargas, comprou a gansa chamada Amora para fazer companhia a um macho, entretanto, na compra o vendedor afirmou que o bico voltaria a crescer. Mas, observando as dificuldades que Amora tinha no cotidiano, foi necessário buscar ajuda.

“Tava toda aberta a parte de baixo, tinha só um pedaço mas era toda aberta. A língua estava caída e ela chorava muito porque queria comida. Dai eu olhei ela e pensei que não queria devolver e que eu queria ficar com ela”, relata Sueli Vargas.

Após ir a uma clínica veterinária e não obter resultados, a gansa foi encaminhada para a Universidade do Vale do Paraíba (Univap), onde teve início o estudo de uma prótese, o primeiro passo foi fazer a moldagem do bico.

Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico. — Foto: Arquivo pessoal

“A gente fez a moldagem e a preparação do modelo tridimensional aqui em gesso. Então um laboratório de próteses humanas de Taubaté se mobilizou e nos ajudou nessa conquista. A prótese foi feita com PMMA [acrílico], é um polímetro usado em cirurgias ortognática que gera pouca rejeição”, explica a coordenadora do curso de medicina veterinária, Heloísa Orsini.

Até 2010, aves com lesões e fraturas no bico eram sacrificadas por conta das dificuldade de recuperação. Porém, começaram a surgir técnicas que evoluíram e atualmente, casos como a da Amora possuem a possibilidade de retornar ao comportamento normal do animal.

“Hoje a Amora come verdura, milho e ração, aliás ela come desesperadamente. O que eu quero agora é encontrar um lar para eles, aonde possam ficar bem e com alguém que tenha amor por eles. Se todo mundo tivesse amor a eles, não teríamos bichos abandonados na rua, passando fome e sede”, conta a cuidadora de animais.

Gansa de estimação atacada por cão ganha prótese no bico em São José dos Campos. — Foto: Reprodução/ TV Vanguarda

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.