GAP Brasil: Santuário se coloca à disposição para receber chimpanzés sobreviventes de incêndio em zoo alemão

GAP Brasil: Santuário se coloca à disposição para receber chimpanzés sobreviventes de incêndio em zoo alemão

Ante a tragédia sem precedentes acontecida no Zoológico de Krefeld, na Alemanha, na primeira noite do ano, na qual cinco orangotangos, dois gorilas, um chimpanzé e outros 30 primatas e aves foram queimados vivos, o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, em São Paulo, Brasil, junto com o Projeto GAP Internacional, faz um pedido urgente às autoridades alemãs: que transfiram para o santuário os chimpanzés sobreviventes e profundamente traumatizados.

Os animais morreram no incêndio porque estavam presos em cubículos à noite, uma prática comum em zoológicos, que os “guardam” quando anoitecem. Simplesmente não tinham como fugir do fogo, agravado pelo fato da falta de equipamentos e monitoramento de segurança. No santuário em Sorocaba, os chimpanzés vivem em recintos amplos, uma média de 1000 metros quadrados, e tem total liberdade de ir e vir entre as áreas abertas e cobertas.

Leia aqui o manifesto oficial do Projeto GAP Internacional sobre a tragédia – https://www.projetogap.org.br/noticia/gap-espanha-condena-incendio-em-zoologico-de-krefeld-na-alemanha-que-matou-oito-grandes-primatas/

Fonte: Projeto GAP

Incêndio em zoológico na Alemanha mata animais

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.