Gata é queimada viva e resgatada por moradora de condomínio no MS

Gata é queimada viva e resgatada por moradora de condomínio no MS
Estado de saúde da gata é delicado (Foto: Hoje Mais)

Uma moradora da cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, resgatou no fim de semana uma gata que foi queimada viva. A bichinha está internada em uma clínica veterinária da cidade, e seu estado de saúde é delicado.

A moradora de um condomínio contou ao Hoje Mais que estava em casa no último sábado (25), quando a gatinha entrou correndo em sua casa ainda em chamas. Ela resgatou o animal que teve o rosto todo queimado pelo fogo, como outras partes do corpo e a levou para uma clínica veterinária, onde a gatinha está internada e seu estado de saúde é delicado.

A polícia investiga o caso. A moradora que resgatou o animal pede que para quem tiver informações fazer denúncias na página das Protetoras de Três Lagoas.

Crime

O artigo 32 da Lei de Crime Ambientais dispõe que:

Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Por Thatiana Melo

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.