Gato Bebel é encontrado em área de Aeroporto Eduardo Gomes após uma semana de buscas

Gato Bebel é encontrado em área de Aeroporto Eduardo Gomes após uma semana de buscas
Bebel está mais magro, cansado e com muita fome (Fotos: Arquivo Pessoal/Divulgação)

O gato Bebel foi encontrado na noite desta quinta-feira (29) em uma área externa do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus, após uma semana de desaparecido. O animal foi perdido pela empresa Gollog, responsável pelo transporte de cargas da Gol Linhas Aéreas, na madrugada da última quinta-feira (22), momentos antes de embarcar no voo 1872 para Macapá (AP). Lá, ele reencontraria a sua dona Elizabeth Silva, após três meses de distância.

De acordo com Elizeth Silva, irmã gêmea de Elizabeth, que faria uma surpresa de Natal para a irmã com o gato, mesmo desanimada e triste ela decidiu gritar pelo nome de Bebel na área do aeroporto mais distante. “Ele estava bastante cansado e varado de fome. Teve um momento que ele apareceu, mas estava assustado, chegou a deitar, só que quando chegamos perto ele se afastou. Quando o vi não tinha certeza se era ele”, contou.

Bebel antes de desaparecer
Bebel antes de desaparecer

“Quando entramos no carro do Corpo de Bombeiros liguei para a minha irmã, coloquei o celular no viva-voz e disse que tinha encontrado o Bebel. Essa menina só gritava, gritava de felicidade e chorava. Ela está mega feliz! Sábado (31) de tarde eu devo retornar para Macapá”, acrescentou, salientando que contou com o apoio de dois bombeiros nas buscas e um funcionário da Gollog. Mesmo tendo encontrado Bebel, as irmãs irão processar a empresa por conta do erro no transporte do animal. O gato vive com Elizabeth e Elizabeth há oito anos.

Assistência

A Gol informou que, imediatamente, após identificar que o gato que embarcaria no voo 1872, de Manaus para Macapá, no último dia 22, não se encontrava na caixa de transporte acionou as autoridades responsáveis e mobilizou sua equipe para localizar o animal. Desde então, a companhia manteve contato constante com os donos do animal e ofereceu toda a assistência necessária para o processo de busca.

Por Rafael Seixas 

Fonte: A Critica 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.