Gato foi atado, regado com gasolina, fechado num saco do lixo e sobreviveu

Gato foi atado, regado com gasolina, fechado num saco do lixo e sobreviveu

A “Humane Society” afirma que este gato foi atado, regado com gasolina, e colocado num saco de lixo plástico, que foi quase esmagado num camião do lixo, na Pensilvânia.

O gato foi encontrado na manhã de terça-feira em Reading.

Dois trabalhadores do lixto, de Harold Adam, tinham colocado a sacola no seu caminhão, mas depois descobriram o gato quando o ouviram fazer sons dentro do saco.

A “Humane Society” do Condado de Berks está agora a oferecer uma recompensa de US$1.000 (cerca de 900€) por informações que levam a uma prisão.

O gato foi batizado de “Miracle Maisy” pelos trabalhadores do abrigo.

“Este é o pior caso de crueldade animal que eu já vi até hoje”, disse Chelsea Cappellano, coordenadora do HSBC, num comunicado.

“Estamos muito gratos a estes homens, e à empresa de recolha lixo, por a terem conseguido salvar. Muitas pessoas fechavam os olhos nesta situação”.

Os funcionários não têm certeza de como o gato sobreviveu a cerca de seis horas no saco, respirando os vapores de gasolina.

Por Pedro Lopes

Fonte: Hiper FM / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.