Gato foi finalmente adotado após 12 anos em hospital veterinário. E a transformação é inacreditável

Gato foi finalmente adotado após 12 anos em hospital veterinário. E a transformação é inacreditável
Tiktok

No Tiktok, há um vídeo que está a deixar os utilizadores de lágrimas nos olhos. Isto porque conta a história de um gato, que vivia num hospital veterinário há 12 anos, e a sua respetiva adoção por uma funcionária do estabelecimento, algum tempo depois de começar a exercer funções nesse mesmo local.

O vídeo foi publicado na plataforma em fevereiro de 2023, mas a história remonta a agosto do ano anterior, altura em que Lindsey começou a trabalhar no hospital veterinário. Depois de lidar com o gato todos os dias, o sentimento de pena foi crescendo, já que o animal estava fechado numa jaula, sozinho.

Apesar de ter sido resgatado duas vezes, as adoções nunca seguiam para a frente, uma vez que o gato era sempre devolvido ao estabelecimento – e é por isso que lá viveu enjaulado, durante mais de uma década. Mas nem a escassa interação humana que teve ao longo da vida foi suficiente para impedi-lo de ser “o gato mais afetuoso” que Lindsey havia conhecido, segundo relatou a própria.

Tendo em conta a ligação que foram construindo ao longo do tempo, a funcionária só não o adotou de imediato por não ser “suficientemente estável em termos financeiros”. Especialmente tendo em conta que o gato vomitava, pelo menos, uma vez por dia, fazendo com que fosse demasiado magro e tivesse problemas de locomoção – o que, por sua vez, pressupunha alguns custos.

No entanto, com a ajuda do próprio hospital, Lindsey conseguiu realizar o seu desejo e acabou por dar ao animal um novo lar. Depois de o levar consigo para casa, a evolução do gato foi rapidamente notória. Como era das poucas vezes em que estava livre das quatro paredes de uma jaula, começou a explorar o apartamento, a divertir-se com alguns brinquedos e a experimentar comidas novas.

Uma das coisas que mais emocionou Lindsey foi vê-lo a aproveitar o sol, que era bem quentinho. “Calculo que esta tenha sido a primeira vez que ele sentiu o calor do sol desde que era bebé”, escreveu, enquanto mostrava o gato refastelado na carpete.

Esta atitude rendeu a Lindsey inúmeros comentários positivos, com os utilizadores da plataforma a elogiá-la e a agradecerem pelo gesto tão nobre. E, apesar de o futuro ser incerto, até porque o gato já não vai para novo, a jovem deixou uma certeza: “Estou muito grata por lhe ter dado uma nova oportunidade de vida, com uma família que o ama”.

Fonte: Sapo / mantida a grafia lusitana original