Gatos bebés encontrados fechados num saco — 2 morreram e os outros precisam de si

Gatos bebés encontrados fechados num saco — 2 morreram e os outros precisam de si
Estavam "a chorar, gelados e cheios de fome".

É a terceira ninhada que Carla Fonseca salva, no espaço de uma semana. A cuidadora de animais não consegue conter a revolta com o facto de este tipo de situações continuarem a acontecer, em Tábua, no distrito de Coimbra (Portugal), o concelho “onde tem resgatado e esterilizado centenas de animais ao longo dos anos”, . Desta vez, foram cinco gatos bebés. E dois acabaram por fugir das suas mãos.

Quem conhece Amália nunca mais a esquece. Foi o caso de Carla, 50 anos, que resgatou a cadela encontrada com sinais de violação e não a desistiu até lhe corrigir o problema que tinha nas pernas, para que conseguisse ser uma “cadela normal”. A cuidadora da patuda com voz de resistência não é pessoa de desistir. E não o fará com estas cinco crias.

Como referência no concelho de Tábua, no que diz respeito ao resgate de animais, Carla recebeu uma chamada com uma situação que, infelizmente, lhe era demasiado familiar: “Uma senhora ia a despejar o lixo, quando ouviu ganir de um saco fechado dentro do contentor”, começa por contar à PiT.

A cuidadora dirigiu-se ao local, e encontrou cinco gatos bebés, “acabados de nascer”, a “chorar, gelados e cheios de fome”. Levou-os consigo, mas não conseguiu salvar dois deles: “Estavam muito fraquinhos, vinham muito mal. Acabaram por morrer”, lamenta.

Já os outros três foram levados para o Hospital Veterinário de Coimbra, onde “estiveram um dia na incubadora”. Receberam alta para “continuar a lutar” em casa, e já se encontram estabilizados. “Estão a engordar e a comer bem. Mas ainda é muito cedo para dizer que é uma guerra vencida“.

Carla não deixa de pensar na mãe dos gatos bebés, que deve estar “a sofrer a querer amamentar e a chorar a perda dos seus filhos”: “Como é que a pessoa que cometeu este crime pensa que é gente e consegue deitar a cabeça na almofada?”, questiona-se.

O coração de Carla chega para cuidar de todos os animais, mas as suas mãos e a sua carteira não podem dizer o mesmo. Além dos três gatos bebés, tem mais quatro “a biberão”. Uma delas é Gaia, uma cadela bebé abandonada com os cinco irmãos, que acabaram por morrer.

Tem apenas 12 dias de vida e só há três é que abriu os olhos, para ver o mundo que lhe provocou tal crueldade. Dos sete bebés, é a única que está para adoção, visto já estar totalmente estabilizada.

Os restantes continuam nos braços de Carla, e de lá não sairão, enquanto a cuidadora não assegurar que já se encontram de boa saúde. Por agora, pede apenas ajuda para o conseguir, através da doação de resguardos, leite em pó e toalhetes. Se não tiver forma de os enviar, também aceita donativos por NIB ou MB Way. Veja aqui como ajudar.

Carregue na galeria para ver as fotografias dos bebés abandonados em péssimas condições

Por Carolina Jesus

Fonte: Pit / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.