Gatos e cães são vacinados contra a raiva gratuitamente em Vilhena, RO

Gatos e cães são vacinados contra a raiva gratuitamente em Vilhena, RO
Se o animal não tiver carteira de vacinação para registrar, os voluntários entregam um comprovante (Fotos: Aline Lopes/G1)

Moradores da cidade de Vilhena (RO), no Cone Sul, que possuem gatos e/ou cachorros, poderão vacinar os animais contra a raiva de forma gratuita. A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) disponibilizou 30 pontos de vacinação que atenderão das 8h às 17h em diversos bairros. O objetivo é imunizar 16.500 cães e 4.819 gatos, um total de 21.319 animais, conforme a Vigilância Sanitária.

O órgão do município orienta que os tutores levem os cães com coleira, guia e focinheira. Já os gatos devem ser transportados em caixas próprias. No caso do animal ser muito bravo, os tutores poderão buscar a vacina em um dos postos e aplicar na própria casa.

“É importante a pessoa trazer a carteira de vacinação do animal. Se não tiver uma, entregamos um comprovante, porque se o gato ou cachorro chegar a morder alguém, o tutor pode comprovar que ele foi vacinado e não tem raiva”, explica a agente comunitária de saúde, Roseane Leal.

O consultor Dionísio Trartas levou a cachorra Belinha para tomar a vacina
O consultor Dionísio Trartas levou a cachorra
Belinha para tomar a vacina

O motorista de caminhão, Valter Bueno Machado, trouxe o gatinho Biteca, de três anos, dentro de uma sacola para tomar a vacina pela primeira vez. “O Teca deu um pouco de trabalho para ser vacinado, mas já que tem a oportunidade, a gente precisa trazer”, disse.

Belinha, uma vira-lata de oito anos, também foi vacinada. O dono, o construtor Dionísio Trartas, diz que ela já mordeu a filha duas vezes, mas como todo ano toma vacina contra a raiva, não houve problemas maiores. “É para a proteção do cachorro e para a segurança da gente”, declara.

Quem não puder comparecer no dia da imunização, deve procurar Vigilância Sanitária ao longo da semana. A unidade está localizada na Avenida Tancredo Neves, 3920, Jardim América.

Raiva

A raiva pode ser transmitida para o homem pela introdução de um vírus presente na saliva e secreções do animal infectado, principalmente pela mordida. Cães, gatos e mamíferos silvestres, como morcegos e raposas, são considerados animais de alto risco para transmissão do vírus da raiva humana.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.