Gatos são abandonados em casa de protetor com pedido de desculpas: ‘Não tive escolha’

Gatos são abandonados em casa de protetor com pedido de desculpas: ‘Não tive escolha’
Gatos foram abandonados e na caixa um recado: 'Desculpa! Não tive escolha...' (Foto: Victor Hugo Fernandes/Arquivo Pessoal)

Uma caixa em papelão com 9 gatos recém-nascidos foi deixada na quarta-feira (1º) em frente a casa do vereador Victor Hugo Fernandes, em Macapá, AP. Dentro do objeto, a pessoa deixou um papel com pedido de desculpa: “Não tive escolha…”. Segundo o vereador, que é presidente de uma ONG que ajuda animais abandonados, 38 cachorros e gatos já foram deixados em frente a casa dele só esta semana.

“Diariamente em horários diversos estão deixando caixas e caixas com animais. Essa semana já abandonaram 38 animais na frente da minha casa, são animais recém-nascidos, recém-tirados do peito, fraturados, doentes, de raça, por estarem com câncer e principalmente idosos”, disse Fernandes.

Os gatos foram acolhidos na noite de quarta-feira, alimentados e colocados em quarentena. Quando eles ficarem mais fortes, devem ser colocados para adoção ou vão para algum lar temporário.

Há filmagens de seis abandonos realizados em frente a casa do vereador. Segundo ele, os suspeitos estão sendo identificados e devem receber orientações para não cometer novamente o crime. A ação deve ser feita com voluntários da ONG Unidade de Proteção Animal Costelinha (Upac).

“Temos 6 filmagens de pessoas que abandonaram. A gente vai buscar essa pessoa, chamar para dizer que é um crime, mostrando que é bem melhor pedir ajuda do que abandonar o animal”, afirmou o vereador.

Abandonar animais, assim como provocar maus tratos, é crime, com penas previstas no artigo 32 da Lei de Crime Ambientais, com detenção de 3 meses a 1 ano e multa; e no artigo 164 do Código Penal, com detenção de 15 dias a 6 meses, ou multa.

Por Fabiana Figueiredo 

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Claro que sempre há escolha. A escolha por esterilizar seus animais, por encaminhar os filhotes para adoção, etc. O que ocorreu foi uma crueldade, um crime previsto em lei e um abuso contra quem já faz muito pelos animais, imposto por alguém que não fez nada.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.