Golfinho-de-dentes-rugosos é encontrado morto em praia de Imbituba (SC), no terceiro caso com a espécie em quatro anos

Golfinho-de-dentes-rugosos é encontrado morto em praia de Imbituba (SC), no terceiro caso com a espécie em quatro anos

A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) recolheu mais um golfinho morto. Desta vez, trata-se de um golfinho-de-dentes-rugosos (Steno brendanensis), que foi encontrado na Praia da Vila em Imbituba, no último dia 29. A fêmea encontrada sem vida pesava 75 quilos e tinha aproximadamente 2,11 metros de comprimento. 

A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (4), no perfil oficial da PMP-BS/Udesc no Facebook. O animal acabou encaminhado para a Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Udesc para necropsia que identificará a causa da morte.  

Segundo a médica veterinária, Gabriela Cristini de Souza, o golfinho era uma fêmea. “Estava muito magra e quase não tinha conteúdo estomacal, o que significa que não estava se alimentando. O golfinho apresentava um edema e congestão pulmonar, indicativo de afogamento”, diz o órgão. 

O golfinho também apresentava defesa imunológica baixa, lesões pulmonares e um possível quadro de infecção. Este é o terceiro caso desta espécie de golfinho em quatro anos de projeto. Entre as características desta espécie, estão os dentes que apresentam superfície da coroa com intensa rugosidade.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. 

O PMP-BS é realizado desde Laguna até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. A Udesc monitora o Trecho 1 compreendido entre Laguna e Imbituba, e recebe animais para reabilitação e necropsia do Trecho 2, compreendido entre Imbituba e Governador Celso Ramos.

Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o PMP-BS pelo telefone 0800 642 3341. Sua ajuda é fundamental para salvar vidas!

Colaboração: Santiago Anguita – PMP-BS/Udesc

Fonte: Portal a Hora 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.