Golfinho é encontrado morto em praia de Anchieta, ES

Golfinho é encontrado morto em praia de Anchieta, ES

Segundo diretor do Instituto Orca, bicho teria ficado preso em rede de pesca. Na última quinta-feira (10), outro golfinho apareceu morto em Guarapari. 

ES anchieta golfinho 1

Um golfinho apareceu morto na praia das Castanheiras, em Anchieta, no Sul do Espírito Santo, nesta sexta-feira (11). O animal, da espécie Sotalia guianense e que mede cerca de 1,87 metros, foi encontrado por moradores do município, que acionaram o Instituto Orca. De acordo com o diretor da instituição, Lupércio Araújo Barbosa, é possível afirmar que o bicho se asfixiou após ficar enrolado em rede de pesca.

Um caso semelhante ocorreu na última quinta-feira (10), quando um outro animal da mesma espécie também foi encontrado morto, na Praia do Morro, em Guarapari, município vizinho a Anchieta. A morte provavelmente ocorreu pelo mesmo motivo e, segundo Lupércio, esse é o retrato de uma situação comum em território brasileiro e que é pouco discutida.

Ele explicou que, na maioria das vezes, os animais acabam se enroscando em redes que são espalhadas pelos pescadores. Sem conseguir se libertar, eles acabam morrendo asfixiados. Depois de serem recolhidos, os bichos passam por uma série de exames, incluindo uma necrópsia para definir a causa da morte. Mas, segundo o diretor, os dois golfinhos encontrados esta semana apresentam marcas das redes na pele. “Essa prática é comum em todo o litoral do Espírito Santo, e em todo o Brasil. No mundo, morrem cerca de mil golfinhos em redes. Isso também ocorre com tartarugas”, explicou.

Ele também contou que a falta de atenção por parte dos órgãos responsáveis e a falta de uma lei mais dura contribuem para que esse tipo de situação continue ocorrendo, fazendo centenas de vítimas. “Lugares que não deveriam têm redes de pecadores. Como o pescador pega os animais acidentalmente, não se faz nada para tentar diminuir o problema”, reclamou.

Tartarugas marinhas

Outro caso que chamou a atenção de biólogos capixabas aconteceu na última quarta-feira (9), quando cerca 28 tartarugas marinhas foram encontradas mortas, enroladas em uma rede de pesca, em uma praia da Barra do Jucu, em Vila Velha. Um guarda guarda-vidas que trabalha no local disse que moradores da região fizeram o resgate, mas nenhum animal foi retirado da água com vida.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.