Golfinho é encontrado morto na praia de Manguinhos, na Serra, ES

Golfinho é encontrado morto na praia de Manguinhos, na Serra, ES
Foto: Weverson dos Santos

Na madrugada deste sábado (29), um golfinho foi encontrado nas areias da praia de Manguinhos, na Serra. Os pescadores encontraram ele ainda com vida, porém bastante debilitado. 

O animal foi recolhido pelo CTA – Serviços em Meio Ambiente, e depois vai ser encaminhado para o Instituto Orca onde é realizada a necropsia para descobrir a causa da morte.

Por volta das 5 horas da manhã, antes de iniciarem a atividade pesqueira, os pescadores Weverson dos Santos Moreira, conhecido na região como “Janjão” e Edmilson Santos da Silva encontraram um golfinho na areia da praia ainda com vida. 

Os pescadores ficaram cerca de meia hora tentando salvar o animal. “Nós pegamos ele, jogamos bastante água e colocamos na água para tentar fazer ele boiar”, contou Weverson.

Quando perceberam que o animal não tinha resistido, os pescadores colocaram o golfinho de volta na areia e entraram em contato com a Associação de Moradores de Manguinhos.

O animal encontrado trata-de se um golfinho da espécie Tursiops truncatus, também chamado de golfinho-nariz-de-garrafa. A bióloga e educadora ambiental do Projeto Baleia Jubarte, Jeane Santos de Jesus, explica que a aparição desses animais tem forte relação com os impactos causados pelos seres humanos.

“Quando esses animais saem do habitat deles e vem em direção à praia como baleias e golfinhos, uma boa parte é por que está doente. Uma dessas causas é o impacto dos seres humanos como a pesca irregular ou a pesca fantasma que ocorre em alto mar”, comenta a bióloga.

A pesca fantasma consiste nos detritos de pesca que ficam no mar mesmo depois de pescadores saírem da região. Linhas de pesca, pedaços de rede constantemente são confundidos com alimento e esses animais acabam sendo sufocados por esse resto de material.

 Quem encontrar um animal encalhado na praia estando ele vivo ou morto, deve acionar a Central de Emergências da Petrobras através do número 0800 039 5005 (ES) e uma equipe especializada será direcionada para o atendimento da ocorrência.

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.