EUA cincinnati Harambe proteger 45423

Gorila assassinado estaria a proteger criança

Morte de Harambe envolta em polémica.

Por Catarina Correia Rocha

Harambe, um gorila que vivia no Jardim Zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, foi morto no passado sábado após uma criança de três anos ter caído na jaula do animal. Perante aquela situação, os funcionários do zoo atiraram no animal, mas já são muitas as vozes a defender que o gorila estaria a tentar proteger o rapaz.

O vídeo que surgiu na internet mostra que o animal, de 17 anos de mais de 180 quilos, chegou mesmo a dar a mão à criança – entre outros gestos de afeto – nunca a colocando em perigo.

Quando o rapaz caiu na jaula, Harambe desceu à vala e agarrou a criança, num episódio que durou cerca de 10 minutos até o desfecho fatídico.

O zoo defende a decisão de abater o animal, afirmando que os funcionários reagiram a uma situação de vida ou morte e em que “um tranquilizante não teria efeito suficientemente rápido”.

Na rede social Facebook há um grupo chamado “Justice for Harambe” – “Justiça para Harambe” – que conta já com mais de 6 mil seguidores. A criança foi hospitalizada mas está fora de perigo.

Fonte: Correio da Manhã / mantida a grafia lusitana original

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.