Gorilas formam laços com outras comunidades Foto: Divulgação

Gorilas formam laços com grupos vizinhos para manter a paz em Ruanda

Um levantamento de pesquisadores da Universidade da Austrália Ocidental que estudaram 10 grupos de gorilas da montanha na África, divulgado na revista Animal Behavior, relata a importância dos laços sociais para os animais. Em uma comunidade de gorilas, e, particularmente, entre machos, é comum observar interações feitas por comportamentos de sobrevivência, mas os dados indicam que amizades e laços duradouros são uma característica tão típica quanto.

Os cientistas analisaram as comunidades em Ruanda ao longo de um ano. Foram verificados também dados do Karisoke Research Center, coletado entre 2003 e 2015. Eram considerados os comportamentos também com gorilas que mudaram de grupo ao longo do tempo.

— O que é interessante notar é que as pessoas tem a percepção de que o comportamento dos gorilas é unicamente baseado pela competição das fêmeas e comidas. Porém, também há um visível comportamento de amizade e pacificidade, em decorrência de um longo processo de socialização entre os grupos — afirmou a pesquisadora-chefe do grupo, Dr Melanie Mirville.

Observações divulgadas no estudo mostraram que os gorilas machos frequentemente se envolviam em brigas para proteger membros de seus próprios grupos. No entanto, ao encontrarem com animais que já fizeram parte de seu grupo, a hostilidade não era a mesma, diminuindo vertiginosamente.

Mirville alerta que os humanos não devem entender esse dado como uma facilidade para se aproximarem de gorilas. Durante a pesquisa, os animais eram observados desde o dia de seu nascimento e, por isso, não tratavam a presença dos pesquisadores como uma ameaça.

Fonte: Extra

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.