Grandes felinos não são animais de estimação

Grandes felinos não são animais de estimação
Os filhotes de leão resgatados Nala e Simba estão seguros na Kloof and Highway SPCA.

“Grandes felinos não são animais de estimação” e a descoberta de dois filhotes de leão em Westville nesta semana deve reforçar o apoio ao fechamento urgente do setor de criação de leões em cativeiro na África do Sul, afirma a organização internacional de bem-estar animal Four Paws.

Isso ocorreu depois que os filhotes, aparentemente chamados de Nala e Simba, foram retirados de uma residência e colocados sob os cuidados da organização Kloof and Highway SPCA na terça-feira.

“Os filhotes se transformarão em grandes predadores sencientes que representam uma ameaça para as pessoas; eles precisam de dietas especializadas, recintos apropriados para a espécie e enriquecimento, e um ambiente o mais natural possível”, disse a diretora da Four Paws, Fiona Miles.

Os filhotes de Westville, macho e fêmea, têm cerca de seis meses de idade, são do tamanho de um Staffordshire bull terrier e estão em boas condições de saúde, confirmou a SPCA esta semana.

A gerente da Kloof and Highway SPCA, Barbara Patrick, disse que eles estavam bem, comendo e sendo monitorados de perto.

“Obviamente, eles estão muito estressados por terem sido transferidos e tudo o mais, então estamos mantendo-os muito quietos e tendo o mínimo de contato possível com eles, apenas entrando para alimentar e limpar.”

Patrick disse que os dois, que foram alimentados com frango cru e receberam bastante água limpa, “adoram” um ao outro.

“Quando os levamos para a limpeza, você quase tem que levar os dois ao mesmo tempo, porque eles querem ficar um com o outro. De manhã, eles se aconchegam no canto da cama. Demos a eles uma grande almofada e eles se aconchegam ali”, disse ela.

Charnel Hattingh, do Fidelity Services Group, disse ao nosso site de notícias irmão IOL que na tarde de terça-feira eles enviaram um veículo de resposta armada para uma casa em Grayleigh, em Westville.

“Uma empregada doméstica alertou seu empregador sobre dois homens que ela havia visto no jardim com o que ela pensava serem dois cachorros. Quando nossos policiais chegaram e entraram na propriedade, descobriram dois filhotes de leão no jardim”, disse ela.

 Um dos filhotes de leão resgatados explora seu novo lar.
Um dos filhotes de leão resgatados explora seu novo lar.

A organização Ezemvelo KZN Wildlife disse ao Independent no sábado que um “indiano de 23 anos” havia sido preso, embora a polícia e a SPCA não tenham confirmado o fato.

O porta-voz Musa Mntambo disse que a criação de leões é contrária à Portaria de Conservação da Natureza 15 de 1974 e às normas de espécies ameaçadas ou protegidas da Lei de Biodiversidade de Gestão Ambiental Nacional.

Ele disse que, embora os filhotes ainda não fossem perigosos, muitas pessoas que domesticaram animais perigosos esqueceram que eles eram predadores.

“O problema é que quando eles sentem o gosto de sangue, podem ter problemas.”

Mntambo disse que ainda havia muitas perguntas sem resposta sobre os filhotes e que ainda não haviam sido estabelecidos os fatos.

“Nossos rapazes foram informados de que eles vieram da Namíbia. Na época em que o proprietário foi preso, ele disse aos rapazes que o prenderam que as comprou de um caminhão em Pietermaritzburg que estava transportando móveis. Não sabemos o que é verdade”.

Enquanto isso, a East Coast Radio entrevistou uma mulher de Westville que aparentemente é irmã do dono dos filhotes. Na entrevista, a mulher foi identificada como Sabeehah Paruk. Ela disse que, desde que a notícia foi divulgada, vários drones sobrevoaram sua propriedade enquanto as pessoas tentavam obter informações.

Ela disse que seu irmão recebeu os filhotes de um fazendeiro de Botsuana que não tinha condições de cuidar deles e que eles estavam em seu quintal em Westville nas últimas quatro semanas.

“A pessoa que deveria ficar com eles meio que o decepcionou (irmão), então ele disse, quer saber, tudo bem, ele cuidará dos filhotes por quatro semanas, e era isso que estávamos fazendo, estávamos cuidando deles, e eles deveriam voltar e ser soltos agora, neste fim de semana. Portanto, não era como se fôssemos ficar com eles para sempre.

“Temos uma licença para essas coisas, elas pertencem ao meu irmão, mas o problema é que foram mantidos em uma propriedade residencial”, disse ela.

Por Wendy Jasson Da Costa / Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: IOL