Grupo de protetores fazem vigília em Campina Grande em protesto às mortes de cães em Igaracy, PB

Grupo de protetores fazem vigília em Campina Grande em protesto às mortes de cães em Igaracy, PB
Foto: Reprodução/ TV Paraíba

Um grupo de protetores de animais se reuniu na noite dessa sexta-feira, 09, às margens do açude velho, para protestar contra a matança de pelo menos 30 cachorros, ordenada pelo ex-secretário de Saúde de Igaraçy, no Sertão do estado, como forma de resolver o problema da população de cães, supostamente doentes, da cidade.

A decisão chocou a Paraíba e teve ampla repercussão nas redes sociais. E foi através da internet que o grupo organizou uma vigília em luto pelas mortes e pelo pedido de uma investigação mais apurada e punição severa em desfavor do ex-secretário e os executores.

A concentração se deu às margens do Açude Velho, local já conhecido pelo abandono de animais, principalmente gatos.

Os elementos levantados pela Polícia Civil, que investiga o caso, pode indicar que houve vários tipos de crime.

Um dele, possivelmente pode ter sido a eutanásia, que para ser realizada precisa passar critérios rigorosos.

O veterinário campinense Edoraldo Cavalcante, disse que para a prática ser realizada, o animal deve passar por exames clínicos, feito pelo veterinário, por exames laboratoriais, e dependendo da zoonose acometida pelo animal, ter aval de pelo menos dois profissionais da área para poder praticar a eutanásia.

Fonte: Paraíba Online (com informações da TV Paraíba)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.