Grupo mantém protesto com o objetivo de salvar perus da produção em massa

Grupo mantém protesto com o objetivo de salvar perus da produção em massa
Um grupo de cerca de 20 pessoas protestou do lado de fora da West Liberty Foods na quarta-feira, 27.11.2019. Os líderes disseram que o seu objetivo era salvar perus de serem produzidos para consumo humano (Aaron Scheinblum/KCRG)

Um grupo em West Liberty realizou uma vigília e um protesto antes do Dia de Ação de Graças cujos organizadores disseram que o objetivo era impedir os produtores de matarem perus.

Quando os caminhões vinham e iam da empresa de processamento de carne West Liberty Foods no dia 27 de novembro à tarde, cerca de 20 pessoas enfrentaram o vento com o propósito de salvar perus de serem abatidos para alimento.

“Isto é realmente um problema que todos os habitantes de Iowa deveriam prestar atenção”, disse Joy Wilde, que liderou o protesto como um cidadão preocupado. Wilde está envolvido com o grupo de direitos dos animais Des Moines Animal Allies.

Entre aqueles manifestantes, estava Ben Ahlrichs de 15 anos, que disse ter sentido uma necessidade de se envolver cerca de um ano atrás.

“Animais estão aqui conosco, não para nós”, disse Ahlrichs. “Eles são indivíduos ao invés de objetos. E eu apenas pensei se poderia fazer alguma coisa sobre isso, por que eu não faria?”

Wilde disse que, apesar de que os protestos possam parecer exagerados para alguns, eles são necessários.

“Você pode achar que o que estamos fazendo é extremo”, disse Wilde. “Mas para nós, matar 46 milhões de perus sem necessidade para este feriado todo ano, isso é extremo”.

A emissora KCRC-TV9 estendeu a mão para a West Liberty Foods para responder ao protesto. Dan Waters, Vice-Presidente e Conselheiro Geral, enviou uma declaração que dizia, em parte:

“Nós entendemos que o grupo se opõe às pessoas comerem peru no Dia de Ação de Graças. Apesar de discordamos de suas mensagens, respeitamos o direito de todos de dar voz à sua opinião e fazer suas próprias dietas pessoais”.

Para aqueles que estavam fora das instalações, naquele dia, eles sabiam que muitos irão comer peru no Dia de Ação de Graças. Disseram que o seu objetivo era mudar isso no futuro.

“Há alternativas para isto”, disse Wilde. “Isto não é necessário para nossa sobrevivência como humanos”.

“Cada um dos perus em particular, eu quero que saibam que eles são indivíduos, que eles são amados, mesmo se a sociedade não diz isso, que eles têm valor”, disse Ahlrichs. “No final de tudo, eu os amarei e eles nunca serão esquecidos.”

Por Araron Scheinblum / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte: ABC News


\Nota do Olhar Animal: Antes do questionamento sobre ser necessário entendemos que se deve perguntar: “é justo?”

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.