Grupo protesta em BH pelo fim dos acidentes com animais na MG-010 e na MG-424

Grupo protesta em BH pelo fim dos acidentes com animais na MG-010 e na MG-424
Foto: Cristiane Mattos/O TEMPO

Cerca de 50 pessoas se reuniram na manhã deste sábado (14), em frente a Cidade Administrativa, no bairro Serra Verde, na região Norte de Belo Horizonte, para protestar e chamar a atenção do poder público contra os graves acidentes envolvendo animais nas rodovias MG-010 e MG-424, que acabam resultando na morte dos animais e dos motoristas.

De acordo com o médico veterinário e coordenador do Grupo de Resgate Animal do UNI-BH, Aldair Pinto, um dos organizadores da manifestação, só no mês de julho foram registrados quatro acidentes envolvendo cavalos nessas rodovias.

Foto: Cristiane Mattos/O TEMPO
Foto: Cristiane Mattos/O TEMPO

“Toda semana tem acidente e a gente é acionado para resgatar os animais. O nosso objetivo é atentar os olhos do poder público para uma situação que hoje não existe solução. Não temos uma política pública para resolver esse problema. Esses animais causam acidentes e pessoas morrem. O meu irmão morreu há dois meses em um acidente com cavalo na MG-424 e outras pessoas também por causa de falta de incentivo em educação ambiental e avaliação do poder público em fazer algo com esses animais soltos em rodovias”, diz.

Para o veterinário, o problema não é a sinalização das rodovias e sim a falta de um local adequado para recolher e abrigar esses animais. “Temos que reunir os órgãos como o DER, Polícia Militar e os prefeitos das cidades ao redor de BH para que se tenha uma conversa intermunicipal. O grande segredo para resolver esse problema é fazer com que esses animais soltos sejam recolhidos e encaminhados a um espaço público que hoje não existe. Um cavalo solto na rodovia é um problema de poder público e esse animal precisa ser amparado”, afirma.

Foto: Cristiane Mattos/O TEMPO
Foto: Cristiane Mattos/O TEMPO

Entre as entidades que participaram do ato está a ONG Vida Animal Livre, no bairro Floramar, que ajuda a resgatar os animais atropelados na rodovia. Para a representante da ONG, Val Consolação, o apoio das autoridades municipais é essencial para resolver o problema dos animais soltos na região. “A gente precisa da ajuda do poder público e das prefeituras para fiscalizar os tutores desses animais que deixam eles soltos nessa região e colocam a vida das pessoas e dos animais em risco”, diz.

Em carreata, e com o apoio da Polícia Militar Rodoviária, os manifestantes seguiram pela MG-010 até chegar na MG-424, próximo a Cidade do Galo, onde o protesto foi encerrado.

Em nota, a Polícia Militar Rodoviária informou que já realizou reuniões com o DER, as secretarias municipais e os prefeitos das cidades no entorno das rodovias MG-010 e MG-424, e membros do Consórcio Intermunicipal de Saúde da região do Calcário (CISREC). “Uma licitação já foi feita pelo CISREC para a contratação de caminhão boiadeiro, motorista, laçador e veterinário. Aguarda-se a definição por parte dos municípios e o DER do local a ser destinados os animais recolhidos”, disse.

A reportagem procurou o DER e aguarda retorno.

Por Hellem Malta

Fonte: O Tempo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.