Grupo realiza manifestação em defesa das baleias, durante evento em Florianópolis, SC

Grupo realiza manifestação em defesa das baleias, durante evento em Florianópolis, SC

Com bandeiras, cartazes, faixas, bonecos e baleias de pelúcia, um grupo com cerca de 40 pessoas protesta em frente ao resort Costão do Santinho, onde ocorre a reunião da Comissão da Baleia, nesta quinta-feira (13). A manifestação é em defesa dos animais e contra a proposta japonesa para liberar a caça comercial.

O grupo se posicionou bem em frente à porta que dá acesso aos salões onde ocorre o encontro. O ato tem gritos e cantos defendendo o santuário do Atlântico Sul – cuja criação não foi aprovada -, pedindo a preservação das baleias e criticando o posicionamento do Japão no debate.

Policiais militares acompanham à distância a movimentação, que ocorre de forma totalmente pacífica até agora.

Entenda a reunião

A Comissão Internacional da Baleia (CIB) está reunida em Florianópolis para discutir o direito dos animais. Desde 1986, a caça das baleias é proibida em todo o mundo, embora alguns países ainda a pratiquem. A entidade reúne delegações oficiais de dezenas de países.

No encontro em Florianópolis, a CIB discute uma proposta apresentada pelo governo do Japão, para que a caça comercial das baleias possa ser liberada. O país defende uma cota máxima de abates por ano.

O Japão é um dos países em que a caça ainda ocorre. Os japoneses se apegam a brechas da regulamentação da CIB para justificar a continuidade da caça das baleias.

Apesar de ser um agente econômico mundial relevante, o Japão não conseguiu ainda o apoio de pelo menos três quartos dos membros da CIB, para aprovar a proposta. Os japoneses têm o suporte de outras nações com tradição de caça às baleias, como a Noruega, por exemplo.

Por Victor Pereira

Fonte: Diário Catarinense

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.