SP praiagrande resgate-tartagura-guarda-costeira thumb

Guarda Costeira resgata tartaruga adulta em Praia Grande, SP

Animal tem cerca de 80 centímetros de comprimento, pesa aproximadamente 20 quilos e foi encontrado encalhado na praia do Boqueirão. 

SP praiagrande resgate-tartagura-guarda-costeira

Uma tartaruga da espécie Verde, já na fase adulta, foi encontrada na manhã desta quarta-feira (10) encalhada na praia do Boqueirão. O animal foi resgatado por uma equipe da Guarda Costeira, grupamento ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM), durante um patrulhamento de rotina pela orla.

De acordo com o inspetor do grupamento, Delfo Monsalvo, a tartaruga tem cerca de 80 centímetros de comprimento, pesa aproximadamente 20 quilos, o que indica que está na fase adulta. “É difícil aparecerem tartarugas dessa espécie adultas nessa região. Infelizmente, muitas acabam morrendo antes mesmo de atingir essa fase”.

Ele explicou que, aparentemente, a tartaruga deve ter levado uma pancada no casco, o que pode ter prejudicado sua locomoção na água, fazendo com que ficasse muito tempo submersa.

O Gremar (Pesquisa, Educação e Gestão de Fauna), do Guarujá, foi acionado e recolheu a tartaruga, que passará por tratamento até que possa ser devolvida ao seu habitat.

Na última quinta-feira (4), 12 animais marinhos foram localizados pelo grupamento na orla da praia entre os bairros Guilhermina e Ocian. Apenas um deles, uma ave marinha da espécie Bobo, foi resgatado com vida.

Mais uma vez, o inspetor orientou a população sobre como agir no caso de encontrar um animal marinho pela orla. “Mesmo que pareça dócil, as pessoas não devem manusear o animal. Até por uma questão instintiva, ele pode reagir e machucar a pessoa ou a si mesmo. Já os animais mortos podem causar algum tipo de contaminação por conta de bactérias que venham a contrair durante a decomposição”.

A atitude recomendada é sempre acionar a Guarda Costeira pelo telefone 199, e no máximo, tentar isolar a área onde o animal estiver.

Fonte: Diário do Litoral 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.