GuineEquatorial caca filhote elefante H

Guarda Florestal e militares da Guiné Equatorial estão envolvidos na caça de um filhote de elefante

Tradução de Flavia Luchetti

GuineEquatorial caca filhote elefante

Há uma relação intrínseca entre a evolução de uma sociedade e a maneira com que a mesma se relaciona com o seu ecossistema, incluindo todos os animais próprios da área, o meio e a harmonia de tudo o que o integra.

Já foi discutida a vida urbana e o esquecimento da mesma em relação aos cães, lamentavelmente um fenômeno muito comum, repetido em diferentes cidades do mundo. Mas se algo ocorre principalmente na África, onde a Guiné Equatorial, infelizmente, não está excluída, é a caça indiscriminada de animais silvestres, seja para fins desportivos, lucrativos, ou ambos, sempre indo contra todas as evoluções jurídicas e culturais que têm tentado estabelecer internacionalmente.

GuineEquatorial caca filhote elefante2

É assim que podemos ver nestas fotografias militares e caçadores na Guiné Equatorial comemorando a caça de um filhote de elefante, sendo parte desta equipe a mesma Guarda Florestal do país. “Vimos como o mataram a tiros”, disse uma testemunha, acrescentando para mostrar a brutalidade da situação que “declararam guerra aos elefantes”, o que implica a perda de consciência desta equipe de caçadores em suas ações. Alguns vestiam a camisa com o slogan “vote no PDGE” (Partido Democrático de Guiné Equatorial. Se define como um partido político de caráter democrático com princípios liberais), “fazer o bem e evitar o mal”.

Estas imagens certamente vão ferir a sensibilidade daquelas pessoas e organizações que lutam contra o tráfico e o comércio ilegal de chifres de rinoceronte e de marfim dos elefantes. No entanto, a exposição feita pelo Diario Rombe, não foi feita com um fim mórbido, mas com a mesma finalidade que são exibidas as transgressões do regime para com os seus cidadãos, para alertar todas as entidades globais que podem ajudar em prol de um futuro melhor para Guiné, bem como, o mais importante, alertar os mesmos cidadãos  guineenses das atrocidades cometidas no seu próprio país, e que muitas vezes não pode saber devido ao bloqueio da mídia.

GuineEquatorial caca filhote elefante3

O governo de Obiang Nguema se vangloria diariamente diante de seus colegas e da comunidade internacional de proteger as espécies ameaçadas de extinção onde, por sua vez, é seu próprio exército que está envolvido na caça de filhotes de elefante.

Não cansaremos de exigir a administração de Obiang coerência, promulgada em conferências perante a comunidade mundial, com o que realmente ocorre no interior da Guiné Equatorial.

GuineEquatorial caca filhote elefante4

Fonte: Diario Rombe

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.