Guarda Municipal e Semmam fecham rinha de galo em São Leopoldo, RS

Guarda Municipal e Semmam fecham rinha de galo em São Leopoldo, RS
A propriedade particular em que está o galpão utilizado para o crime foi interditada. Divulgação

Nesta segunda-feira (12), agentes do Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) Ipson Pavani, da Guarda Civil Municipal (GCM) e uma equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) de São Leopoldo fecharam um estabelecimento que promovia rinhas de galo.

No local, na rua Alberto Uebel (bairro Feitoria) havia 16 galos e sete galinhas. Nenhum deles apresentava sinais de ferimentos. Também foram encontradas três peiteiras de transporte que foram aprendidas.

Um tambor (espécie de ringue) foi destruído. A denúncia anônima chegou até a GCM por meio do telefone 153.

A propriedade particular em que está o galpão utilizado para o crime foi interditada. O responsável foi notificado, será autuado e deve responder judicialmente pelo fato.

Crime Ambiental

A rinha de galo é proibida por lei e considerada crime ambiental, com pena de dois a cinco anos de prisão, além do pagamento de multa e inclusão do nome no registro de antecedente criminal.

As rinhas de galo acontecem como forma de “esporte” para donos de animais e apostadores, movimentam um mercado clandestino onde não se respeita a saúde e os direitos dos animais. Eles podem sofrer diversos tipos de violência como ferimentos, mutilações e mudanças estéticas (como retirada de penas).

Além disso, nas rinhas o uso de medicamentos são comuns para garantirem que os galos apresentem comportamento agressivo. A prática é criminosa, como é determinada pelo artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 e a pena pode ser detenção de três meses a um ano e multa. A pena será aumentada em caso de morte do animal.

Denúncias de maus-tratos e de situações contra a saúde pública podem ser encaminhadas para a Sempa através do telefone 3592-9981, de segunda-feira a sexta-feira, das 9 às 14 horas. A GCM recebe denúncias pelo 153. A

Polícia Civil recebe denúncias de forma on-line por meio do link https://www.delegaciaonline.rs.gov.br

Fonte: Portal Martin Behrend

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.