Guardas de Ponta Grossa (PR) treinam para atender maus-tratos aos animais

Guardas de Ponta Grossa (PR) treinam para atender maus-tratos aos animais

Até o início de abril, foram 7 casos na cidade dos Campos Gerais do PR. Em 2013, cidade registrou 37 situações; curso ocorreu na sexta-feira (4). 

Até o fim de sábado (4), foram registradas sete ocorrências de maus-tratos a animais pela Guarda Municipal de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Para que os guardas municipais saibam atender adequadamente situações do tipo, a prefeitura promoveu um curso de capacitação na sexta-feira (4).

O curso ocorreu em dois turnos e reuniu, além dos guardas municipais, representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs) de proteção aos animais e membros da Secretaria de Meio Ambiente. Foram ensinadas desde informações que envolvem a legislação sobre a defesa dos animais até orientações sobre como agir em casos de denúncia.

Denúncias

As pessoas que presenciarem animais maltratados, como gatos, cachorros ou animais de grande porte, podem ligar para o telefone 153 ou para 0800-643-2626. A Guarda Municipal vai até o local e verifica se o caso se encaixa em maus-tratos. Conforme a situação, o Departamento de Zoonoses é acionado. 

De acordo com a Lei Federal 9.605/98, artigo 32, é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou extóticos. A pena de detenção varia de três meses a um ano e pode ser aplicada multa. Além da Lei Federal, Ponta Grossa também dispõe da Lei Municipal 9.019/2007, que também trata das crueldades cometidas contra os animais.

Em 2013, foram registrados 37 casos de maus-tratos aos animais em Ponta Grossa, segundo a prefeitura municipal.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.