Guardia Civil resgata mais de 500 cães maltratados de quinta em Saragoça, Espanha

Guardia Civil resgata mais de 500 cães maltratados de quinta em Saragoça, Espanha

O Serviço de Proteção à Natureza da Guarda Civil investiga um homem e uma mulher de nacionalidade britânica e romena, de 69 e 50 anos, respetivamente, como supostos autores de um crime de abuso de animais, com 544 cães em condições de higiene e sanitárias deploráveis, numa pequena quinta em Maella (Saragoça) não autorizada como canil.

Em comunicado, o Comando de Saragoça informou que os militares encontraram uma quinta para criação de cães, que anteriormente era usada para a criação de coelhos, alugada a um indivíduo britânico.

As diligências começaram a 28 de maio, mas o resgate dos animais foi feito esta quarta-feira. Foram encontrados quatro espaços diferentes, onde havia inúmeros cães no exterior bem como no interior do espaço, fechados em pequenas gaiolas. As jaulas estavam repletas de fezes e urina.

Os animais foram encontrados com fome e sede, com sinais claros de negligência nos cuidados veterinários.

Numa divisão da quinta à parte estavam cadelas com filhotes, sem qualquer condição de higiene.

Ao todo, foram resgatados 294 cães adultos e 250 cachorros de raças Bichon Maltês, Poodle, Yorkshire, Pomeranian, Chihuahua e Shih Tzu.

No terreno à volta da quinta, a Guardia Civil localizou também um tambor de metal cheio de cinzas e com ossos de animais. Ao que tudo indica, tinha sido recentemente queimado um cão bebé.

Os investigadores encontraram ainda medicamentos para animais fora do prazo, que são apenas usados segundo prescrição de um veterinário.

Nenhum dos suspeitos tinha autorização para fazer criação de cães. Não se sabe ao certo se o homem e a mulher foram detidos, apenas que o processo foi enviado ao Tribunal de Investigação N.º1 de Caspe.

Por Patrícia Freitas

Fonte: Record Europa / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.