Histórico! Grã-Bretanha proíbe exportação de animais vivos

Histórico! Grã-Bretanha proíbe exportação de animais vivos

Temos o prazer de compartilhar a notícia de que a Lei do Bem-Estar Animal (Exportações de Gado) passou sua fase final no Parlamento Britânico, cumprindo o compromisso de longa data do governo de acabar com a exportação de animais para abate e engorda no exterior.

Durante décadas, milhões de animais suportaram viagens cansativas e de longa distância, em condições de superlotação e imundície. Eles podem ficar em trânsito por dias ou até semanas, sofrendo temperaturas extremas e falta de acesso a alimentos e água. Muitos animais acabarão em condições ilegais no Reino Unido, como celas de vitela onde bezerros muito jovens são mantidos em completo isolamento e incapazes sequer de se virar.

É por isso que a importância desta nova legislação não pode ser exagerada: finalmente, após mais de 50 anos de campanha incansável, as exportações de animais vivos serão condenadas aos livros de história onde pertencem.

Iain Green, Diretor da Animal Aid, disse: “Temos visto uma série de promessas quebradas por parte do Governo sobre a questão da proteção animal, por isso estamos muito satisfeitos com a notícia de uma proibição das exportações de animais vivos após amplo apoio público. Temos esperança de que este projeto de lei seja consagrado em lei rapidamente, antes das eleições gerais, a fim de evitar o sofrimento de milhões de animais.”

Neste dia importante, recordamos a dedicação da ativista dos direitos dos animais, Jill Phipps, que morreu enquanto protestava contra a exportação de bezerros vivos de Coventry em 1995. Esta vitória pertence, sem dúvida, a Jill e aos inúmeros ativistas, manifestantes e apoiadores que nunca desistiram.

O projeto de lei tornará o Reino Unido o primeiro país europeu a proibir as exportações de animais vivos, seguindo os passos da Nova Zelândia, Austrália e Brasil, que assumiram compromissos para acabar ou eliminar gradualmente o comércio. A UE é atualmente o maior exportador de animais vivos, mas há esperanças de que uma proibição no Reino Unido influencie as atitudes antes das próximas eleições na UE.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Animal Aid


Nota do Olhar Animal: O transporte é uma das situações no sistema de produção de carne e de outros produtos de origem animal em que os animais são submetidos a intensos maus-tratos. Trata-se de um agravante em relação ao dano maior, que é o abate, que viola o interesse mais básico destes seres, que é o interesse em viver. Só há uma forma definitiva de poupar os animais de todo esse sofrimento, só há uma maneira de não ser cúmplice da crueldade e da injustiça cometida contra eles: é não consumindo estes “produtos” e, assim, deixando de financiar as atrocidades cometidas contra estes animais.

Se a morte dos animais é o principal problema, há também outras questões bem graves vinculadas à exportação de animais vivos, como o trabalho escravo e o desmatamento, indicados em uma matéria do UOL que pode ser acessada aqui

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.