Homem‌ é‌ ‌acusado‌ ‌de‌ ‌crueldade‌ ‌contra‌ ‌animais‌ ‌após‌ ‌ataque a guaxinim nos EUA

Homem‌ é‌ ‌acusado‌ ‌de‌ ‌crueldade‌ ‌contra‌ ‌animais‌ ‌após‌ ‌ataque a guaxinim nos EUA

Os funcionários do controle de animais identificaram um homem que acreditam ter atacado e ferido gravemente um guaxinim em Thurmont no mês passado, acusando-o de crueldade contra animais.

Ethan Riley Crocker, 18 anos, do bloco 8200 da Rocky Ridge Road, foi acusado de cada um dos crimes de agressão agravada a animais e agressão a animal depois que policiais da Divisão de Controle Animal do Condado de Frederick disseram que ele atacou um guaxinim com uma chave inglesa perto das ruas Locust e Orchard em 9 de abril. Uma testemunha capturou Crocker na câmera antes de ligar para a polícia, e a foto foi divulgada ao público com um comunicado de imprensa em 10 de abril, o que levou a um vazamento imediato de dicas da comunidade, segundo disse o sargento Dave Luckenbaugh, supervisor do controle de animais.

“Ele foi identificado no mesmo dia em que o comunicado de imprensa com a fotografia foi enviado e também foi interrogado mais tarde naquele dia”, disse Luckenbaugh, e explicou que Crocker admitiu ter ferido o animal durante o depoimento.

Foram realizadas acusações para permitir que os oficiais do controle animal reunissem provas adicionais e consultassem os promotores até que ambas as acusações criminais fossem apresentadas contra Crocker na sexta-feira 1º de maio, acrescentou Luckenbaugh.

Maggie Hill, uma oficial do controle de animais, recebeu notificação pela primeira vez sobre o incidente em 9 de abril, quando despachantes da polícia a alertaram de que uma mulher informava sobre um guaxinim doente ou ferido perto do cruzamento entre Locust e Orchard. Cerca de dez minutos depois, enquanto Hill ainda ia para Thurmont, uma segunda pessoa relatou ter visto um homem, mais tarde identificado como Crocker, batendo no guaxinim com uma chave inglesa, disse Hill.

“O guaxinim estava o que chamamos de estado ambulatorial quando cheguei, o que significa que andava, por isso estava alerta, mas, obviamente, estava ferido com gravidade”, disse Hill quando chegou para comentar no último dia 5.

O animal foi capturado em uma armadilha sem crueldade e, depois de inspecionar a área, Hill conseguiu identificar uma área de grama marcada com manchas de sangue fresco a cerca de quatro a seis metros de onde encontrou o animal, disse ela. Com a assistência da polícia de Thurmont, Hill identificou pelo menos uma testemunha e recebeu uma foto do suspeito.

O guaxinim foi eutanasiado logo após sua captura, disse Luckenbaugh, explicando que os guaxinins são classificados como animais vetores da raiva em Maryland, o que significa que qualquer guaxinim adulto encontrado doente ou ferido não pode ser libertado na natureza por medo de espalhar o vírus. Se animais jovens saudáveis, suspeitos de terem nascido dentro de um ano, forem considerados órfãos, poderão ser acolhidos e tratados em determinadas circunstâncias, disse Luckenbaugh.

Uma amostra retirada do guaxinim durante um exame de seus ferimentos por um veterinário foi testada e resultou negativa para a raiva, disse o sargento.

Embora Luckenbaugh não pudesse fornecer detalhes do interrogatório entre Hill e Crocker, Crocker foi finalmente considerado responsável pelo crime.

“Eu não quero entrar em detalhes específicos sobre o que se perguntou e o que ele disse, mas não encontramos informações de que este animal tenha representado uma ameaça para [Crocker] ou qualquer animal de estimação”, disse Luckenbaugh. “Com base em tudo o que descobrimos, achamos que esse foi um ato violento, deliberado, intencional e desnecessário”.

Por Jeremy Arias / Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: The Frederick News Post

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.