Homem agride com cinto e dá tiro em cachorro em sítio de MS; veja vídeo: ‘Ele atrai para depois espancar’

Homem agride com cinto e dá tiro em cachorro em sítio de MS; veja vídeo: ‘Ele atrai para depois espancar’
Vídeo mostra momento em que homem agride animal com um cinto — Foto: Redes Sociais/Reprodução

A Polícia Civil de Rio Brilhante, a 165 km de Campo Grande, investiga a denúncia de agressão contra um cachorro, em um sítio localizado no assentamento São Judas. O vídeo, que é das câmeras de segurança do imóvel, mostra o momento em que o suspeito agride o animal com um cinto e depois entra na casa, volta armado, e dispara na direção do cachorro.

“É um absurdo ver as imagens. Eu estou na associação há cinco anos e já recebemos muitas coisas, mas, neste caso, é revoltante ver que ele atrai o animal para espancá-lo depois. É algo inadmissível e não podemos tratar como mais um caso banal. Ele [agressor] precisa ser punido no rigor da lei”, afirmou ao G1 a presidente da Associação Amiga do Mundo Animal, de 35 anos e que prefere não se identificar.

Segundo a protetora, o caso ocorreu no dia 14 de setembro deste ano e foi divulgado, nas redes sociais, nessa quinta-feira (1°). “Nós estamos batalhando para retirar o animal de lá. Ele estaria vivo. E também sabemos que a PMA [Polícia Militar Ambiental] vai emitir uma multa para ele, além do indiciamento da polícia por maus-tratos. Como a nova lei ainda não estava em vigor, infelizmente será uma punição menor”, comentou.

Ainda conforme a protetora, a esposa do agressor estaria revoltada com o comportamento do marido. No entanto, quem cedeu as imagens e fez a denúncia foi uma parente dela. “Na hora em que ele dá o tiro, dá pra ver que a enteada dele está ali por perto. A menina presenciou o crime”, lamentou.

Já o delegado Alexandre Neves, responsável pelas investigações, ressaltou que o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi instaurado e os policiais fizeram buscas, no dia seguinte, ao suspeito. Ele, no entanto, não estava no sítio. A arma também não foi localizada na ocasião.

O delegado também informou que as buscas permanecem em sigilo, principalmente porque estão apurando a posse da arma de fogo. Depois, quando localizado, o homem negou ter feito algo contra o animal. Por ser um crime de menor potencial, ele foi ouvido e liberado. Conforme a polícia, o suspeito seria reincidente em agressões e já possui antecedentes criminais.

Vídeo mostra agressão a cachorro em Rio Brilhante, MS

Por Graziela Rezende, G1 MS

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.