Homem agride os próprios cães e patos com fios de energia, denuncia advogada em GO

Homem agride os próprios cães e patos com fios de energia, denuncia advogada em GO
Advogada Ana Paula Vasconcelos resgatou os cachorros em Águas Lindas de Goiás. — Foto: Ana Paula Vasconcelos/Divulgação

A advogada Ana Paula Vasconcelos relata que participou do resgate de três cachorros e dois patos vítimas de maus-tratos pelo tutor em uma casa de Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Ela recebeu o vídeo com a denúncia de um morador do bairro no sábado (23) e pediu apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para entrar na residência e fazer o resgate (assista).

Vídeo: Ibama resgata cachorros espancados pelo dono com fio de eletricidade em Águas Lindas.

A mulher registrou boletim de ocorrência por maus-tratos na Polícia Civil. O nome do suspeito de agredir os animais não foi divulgado, por isso, o G1 não localizou a defesa para se manifestar.

Por meio de nota, o Ibama informou que foi ao local fiscalizar a situação após receber uma denúncia. O órgão descreveu que encontrou os cães “sem água, sem comida e machucados”.

O Instituto relatou ainda que o responsável não foi encontrado no local, mas que “foi acionado e se apresentará quarta-feira ao Ibama”. Ele deve responder criminalmente por danos ambientais e ainda ser multado entre R$ 500 e $ 3 mil por animal.

“Os animais foram encaminhados para a ONG Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal”, concluiu a nota.

“O espancamento que aparece no vídeo foi feito no sábado [23], mas as agressões aconteciam diariamente, segundo a testemunha. O Ibama conseguiu contato com o agressor, que liberou a entrada para retirar os animais, mas ele não apareceu no local’, contou a advogada. 

Os três cachorros fazem tratamento veterinário em uma clínica particular para depois serem adotados por um novo dono. Um deles, segundo a advogada, que aparece sendo agredido no vídeo, teve ferimentos em um olho e algumas infecções pelo corpo. Os outros dois foram atendidos e também passarão por exames.

O morador do bairro que fez a denúncia contou que o suspeito agride os animais desde que se mudou para a casa, em 2011. Essa testemunha, inclusive, fez um boletim de ocorrência em 2019 para denunciar os maus-tratos após uma cadela morrer em razão de ferimentos.

“Comunicante diz que percebe que há vários dias o animal fica amarrado 24 horas por dia, sem comida e sem água, e que por diversas vezes colocou água para o animal não morrer de fome”, diz trecho da ocorrência registrada em 2019.

A clínica veterinária que trata os animais batizou os cachorros de Bimbo, Janete e Taiga. Bimbo é o cão que aparece no vídeo. Em postagem numa rede social, a clínica informou que ele sofreu muita pancada na cabeça com fio e pau de vassoura.

Os dois patos foram adotados por uma família.

Advogada diz que participou de resgate de animais vítimas de maus-tratos em Águas Lindas de Goiás. — Foto: Ana Paula/Divulgação

Por Rafael Oliveira

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.