Homem atingido por brinquedo em parque de diversões ao salvar cão diz que agiu por instinto: ‘Não me acho um herói’

Homem atingido por brinquedo em parque de diversões ao salvar cão diz que agiu por instinto: ‘Não me acho um herói’
Homem é atingido por brinquedo de parque de diversões ao tentar salvar cachorro na Facilpa em Lençóis Paulista — Foto: Arquivo pessoal

O homem atingido por um brinquedo de um parque de diversões ao tentar salvar um cachorro disse ao g1 que não se considera um herói pela ação e que a atitude foi “instintiva” ao prezar pela vida do animal. O caso aconteceu na Feira Agropecuária, Comercial e Industrial (Facilpa), em Lençóis Paulista (SP), na noite de domingo (28).

VÍDEO: Homem é atingido por brinquedo em parque de diversões ao tentar salvar cachorro

O designer gráfico Fernando de Jesus Teixeira, de 31 anos, considera sua atitude “natural” e “coerente” com os seus valores e que, apesar das lesões, não se arrepende da iniciativa.

“Apesar das situações serem únicas, o que irá determinar minha atitude são as circunstâncias em que as mesmas ocorrem. Mas, jamais me omitirei em proteger um animal. Não me acho um herói. Avalio minha atitude como natural e coerente com minha personalidade e meus valores”, disse.

Fernando revelou que, a pedido de uma mulher desconhecida, passou a cuidar do pet dela enquanto a tutora estava no brinquedo. Em um áudio, ao qual o g1 teve acesso, ele explica o que ocorreu pouco antes do incidente (escute abaixo).

“Eu estava na fila pra entrar no brinquedo. Aí entrou uma menina antes, que estava com o cachorro. E o cachorro entrou atrás dela no brinquedo. Aí ela pediu pra eu tirar ele, que eu podia pegar ele no colo, que ele era bonzinho”, explicou a vítima.

VÍDEO: Jovem atingido por Kamikaze cuidava do cachorro de tutora que estava no brinquedo

O designer gráfico revela ainda que o cachorro tentou, por duas vezes, entrar no local proibido. Ele acredita que o animal, ao escutar os gritos da tutora no brinquedo, se assustou com a situação.

Segundo ele, quando o brinquedo já estava em movimento, o animal encontrou outro jeito de entrar na área restrita, momento em que foi tentar resgatá-lo e foi atingido pelo pêndulo do brinquedo, chamado de “Kamikaze”.

“Ele estava confuso e latindo muito. Na segunda vez, tive mais dificuldade de tirá-lo, porque ele estava assustado e tentou me morder. Minha lembrança acaba aí”, conta.

À reportagem, o homem revelou que sofreu uma fratura exposta no tornozelo direito, com rompimento dos ligamentos, e fratura em algumas vértebras da coluna. Ele passou por cirurgia ainda na noite de domingo e usará colete de imobilização para cicatrização da coluna por cerca de cinco meses.

“Será uma recuperação demorada, que incluirá sessões de fisioterapia, mas estou bem, talvez passe por mais uma cirurgia no pé”, conta.

No dia do acidente, Fernando estava a passeio com o namorado e os pais. No dia anterior, tinham comemorado o aniversário do pai no evento. Embora a tutora do animal ainda não o tenha procurado, o designer gráfico, que é tutor de dois gatos, acredita que o cachorro esteja bem.

Fernando teve lesões na perna e na coluna ao tentar salvar cachorro em parque de diversões — Foto: Arquivo Pessoal
Fernando teve lesões na perna e na coluna ao tentar salvar cachorro em parque de diversões — Foto: Arquivo Pessoal

O acidente aconteceu na Facilpa, em Lençóis Paulista. Segundo a Polícia Militar, o homem estava na fila do brinquedo quando um cachorro entrou na plataforma de embarque do equipamento.

Com o brinquedo funcionando, Fernando entrou na área por onde o pêndulo do brinquedo passava para salvar o animal e acabou atingido.

Homem é atingido por brinquedo de parque de diversões ao tentar salvar cachorro na Facilpa em Lençóis Paulista — Foto: Arquivo pessoal
Homem é atingido por brinquedo de parque de diversões ao tentar salvar cachorro na Facilpa em Lençóis Paulista — Foto: Arquivo pessoal

Ele foi socorrido e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, logo depois, transferido para o Hospital Nossa Senhora da Piedade.

A Facilpa confirmou o acidente e disse que o parque de diversões conta com toda a documentação necessária para o seu funcionamento.

Por Luís Ricardo da Silva

Fonte: g1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.