Homem diz que jogou cachorro pelo portão porque animal mordeu criança

Homem diz que jogou cachorro pelo portão porque animal mordeu criança
Foto: Reprodução Internet

O homem que foi flagrado jogando um cachorro por cima do portão  de uma Organização Não Governamental (ONG) de Itapetininga (SP) prestou depoimento nesta quarta-feira (14), na 2º Delegacia de Polícia de Itapetininga, após ter sido intimado. Segundo o escrivão Antônio Fernandes, o suspeito, que é um fazendeiro e tem mais de 50 anos de idade, confessou o crime e mostrou indiferença em relação ao ato.

“Ele justificou que o cachorro apareceu no sítio dele e que mordeu o filho de um funcionário da propriedade. A criança foi mordida na barriga, segundo ele. Depois, o funcionário contou sobre o caso e ele decidiu levar o animal para a ONG. Ele afirma que bateu palmas e chamou por alguém na frente da entidade, mas como ninguém o atendeu, resolveu jogar o cão pelo portão. Ele não falou sobre estar arrependido sobre o fato, foi indiferente”, explica o policial.

O delegado responsável pelo caso, Rafael de Medeiros, afirma que, agora com o depoimento, só vai esperar o laudo veterinário sobre os danos causados ao animal na queda para concluir o inquérito polícial. O homem responde ao inquérito em liberdade. “Após receber esse documento veterinário vou enviar o processo ao Juizado Especial Criminal. Normalmente nesses casos o condenado é obrigado a pagar multa, que pode ser revertida à ONG afetada, ou serviços comunitários. A pena depende da Justiça.”, conclui.

sp_itapetininga_homem_diz_jogou_cachorro_portao_mordeu_crianca_1
Homem prestou depoimento na 2ª DP de Itapetininga (Foto: Caio Gomes Silveira/ G1)

Esta foi a terceira versão dada pelo suspeito desde o fato, que foi na última quinta-feira (8). Segundo a veterinária Nádia Campanholi, voluntária da ONG União Internacional Protetora dos Animais (Uipa), o fazendeiro chegou a falar que o cachorro foi jogado porque comia galinhas do sítio dele.

“Ele disse que tinha achado o cachorro na estrada, que ele não sabia o que fazer e resolveu jogar lá. Aí ele mudou a versão, falou que o cachorro era do caseiro de um sítio dele. Mas logo ele falou que não. Que o cachorro era dele mesmo, que estava comendo as galinhas do sítio e por isso resolveu jogar no abrigo”, afirma.

Homem foi identificado graças a placa do carro usado por ele (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Homem foi identificado graças a placa do carro
usado por ele (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Entenda o caso

Representantes da Uipa registraram boletim de ocorrência na sexta-feira (9) após a câmera de segurança, colocada justamente para flagrar pessoas que abandonam cães e gatos no local, ter flagrado o abandono do cão.

As imagens mostram o homem estacionando a caminhonete em frente ao portão da entidade. Ele desce do carro, sobe na caçamba, desamarra o animal e o joga dentro da ONG. Uma das voluntárias da Uipa assistia à movimentação pelas câmeras de monitoramento. Ela foi até o portão no momento e pediu para que o homem entrasse. Enquanto ligavam para a polícia, o homem fugiu.

A polícia descobriu a identidade dele ainda na sexta-feira, no fim da tarde, ao pesquisar a placa da caminhonete usada por ele e que foi filmada. Policiais conversaram com familiares do suspeito, que disseram que ele iria à delegacia na segunda-feira (12) para prestar depoimento. Ele não compareceu à oitiva na segunda-feira, foi intimado na terça-feira (13) e foi prestar depoimento nesta quarta-feira. No processo estão incluídos dois crimes: abandono e maus-tratos contra animais.

Homem jogou animal por portão dentro de ONG (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Homem jogou animal por portão dentro de ONG (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Por Caio Gomes Silveira 

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.