Homem do Mississippi (EUA) sequestrou o cavalo que ele é acusado de espancar até a morte, dizem os policiais

Homem do Mississippi (EUA) sequestrou o cavalo que ele é acusado de espancar até a morte, dizem os policiais

Um homem do Mississippi, nos EUA, acusado de crueldade agravada contra animais pela morte de um cavalo no condado de Adams também foi acusado de sequestro de animais.

A delegada da ACSO, Karen Ewing, disse que o cavalo que morreu na semana passada foi roubado de Madison.

Os investigadores acreditam que Lavelle Ikard, 24, cavalgou de Madison para Roxie e depois de Roxie para o condado de Adams, onde um incidente de maus-tratos a animal foi relatado no último dia 8, disse ela.

Testemunhas disseram que viram Ikard batendo no rosto do cavalo com uma corda com nós enquanto o animal estava caído em uma vala perto de Lee Road na U.S. 61.

O cavalo morreu na noite de sábado. Ewing disse que ligou para os donos originais do cavalo e eles ficaram muito perturbados quando souberam o que havia acontecido. “Eles estão enojados com isso”, disse ela.

Após o incidente, o delegado da ACSO, Frank Smith, disse que Ikard contou aos policiais que o cavalo lhe foi dado. Ele admitiu ter cavalgado de seis a sete horas naquele dia, começando na rodovia US 84 na Highway 33, em Franklin County, e parando apenas uma vez sem dar água ao cavalo, disse Smith.

Os policiais observaram escoriações no rosto do cavalo e seu olho estava inchado e fechado, disse ele.

O cavalo também teve febre alta e funcionários e veterinários trabalharam noite adentro para tentar resfriá-lo, disse Smith.

Além de enfrentar uma acusação de crueldade contra animais agravada no condado de Adams, Ikard também enfrenta uma acusação de roubo de animais no condado de Franklin, que acarreta pena de até um ano de prisão ou multa de até US$ 1.000.

Uma acusação de crueldade contra animais agravada acarreta uma pena de um a cinco anos de prisão e multas entre US$ 1.500 e US$ 10.000, de acordo com a lei do Mississippi.

Ikard estava detido na Cadeia do Condado de Adams por uma fiança de US$ 50.000 até o dia 9.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Magnolia State

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.