Homem é acusado de raptar ornitorrinco e levá-lo para “passear”

Homem é acusado de raptar ornitorrinco e levá-lo para “passear”
Reprodução/Polícia de Queensland

Um homem de 26 anos foi acusado de sequestrar um ornitorrinco selvagem e depois levá-lo enrolado em uma toalha para passear em um shopping na Austrália. Ele e uma mulher foram flagrados com o animal pelas câmeras de uma estação de trem. Segundo a Polícia de Queensland, o jovem raptou o animal por volta das 11h dessa terça-feira (4/4).

Após pegar o ornitorrinco, o homem e uma mulher viajaram de trem de Morayfield para Caboolture, cidades da Austrália. Durante o percurso, eles mostraram o bicho para os passageiros. Em seguida, a dupla exibiu o animal para pessoas no shopping.

O caso fez as autoridades lançarem um apelo nessa quarta-feira (5/4) pedindo a devolução do animal. A polícia foi “avisada” que o ornitorrinco foi solto no rio Caboolture. No entanto, o bicho não foi localizado e seu estado de saúde permanece desconhecido.

A polícia temia que o animal poderia “ficar doente ou morrer” se permanecesse mais tempo fora da natureza. A mulher que acompanhou o homem no “sequestro” do animal está cooperando com as investigações.

O jovem deve comparecer ao tribunal neste sábado (8/4). Ele foi acusado pelo crime de “pegar e manter” animal protegido. De acordo com a lei local, “pegar e manter” um ou mais ornitorrincos de seu habitat é ilegal, com multas previstas de até US$ 289 mil (cerca de R$ 1,5 milhão).

As autoridades afirmam que pegar um ornitorrinco da natureza pode “ser perigoso tanto para o animal quanto para a pessoa se o ornitorrinco for macho, pois tem esporas venenosas”. A polícia recomenda manter distância e não tocar no animal.

Por Mariana Andrade

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.