Homem é condenado a cinco anos de prisão por atear fogo em cadela viva e por bater em tutoras do animal

Homem é condenado a cinco anos de prisão por atear fogo em cadela viva e por bater em tutoras do animal
Homem foi condenado a cinco anos de reclusão pelos crimes de lesão corporal a duas mulheres e maus-tratos contra animal.

Um homem, do município de Mamanguape, na Paraíba, foi condenado pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado a uma pena de cinco anos, cinco meses e 10 dias de reclusão pelos crimes de lesão corporal contra duas mulheres e por maus-tratos contra animal, que ele teria queimado vivo. Da decisão cabe recurso.

O caso é originário da 2ª Vara da Comarca de Mamanguape e foi julgado na Apelação Criminal nº 0801553-75.2022.8.15.0231, da relatoria do desembargador Ricardo Vital de Almeida.

Conforme contam nos autos, as vítimas – tia e cunhada – foram até a residência do acusado quando tiveram ciência de que ele teria incendiado a cadela da família viva. Ao ser questionado sobre o motivo que o levou a dizimar o animal, o acusado pegou uma antena de TV para agredir as mulheres.

Ao chegarem ao local, os policiais militares constataram as agressões nas vítimas e a forma cruel com que o animal foi morto.

“A prova da materialidade e da autoria do ilícito emergem de forma límpida e categórica do conjunto probatório integrante dos autos por meio de informes trazidos de modo preciso e coerente”, afirmou o relator Ricardo Vital de Almeida em seu voto.

Por Lucilene Meireles

Fonte: ClickPB

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.