Homem é condenado pela morte de veado em Três Lagoas, MS

Homem é condenado pela morte de veado em Três Lagoas, MS

Um homem foi condenado ao pagamento de uma indenização no valor de R$ 2 mil por ter matado um veado campeiro na região do Distrito de Arapuá, em Três Lagoas, no ano passado. A decisão é do juiz da 1ª Vara Criminal de Três Lagoas, Rodrigo Pedrini Marcos, que acatou parcialmente uma ação civil pública movida pelo promotor da 1ª Promotoria de Justiça do município, Antônio Carlos Garcia de Oliveira.

O valor da indenização a ser paga por Aparecido de Campos deve ser revertido ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), de Campo Grande.

No ano passado, a Polícia Militar Ambiental abordou um veículo conduzido por Campos, próximo à ponte de Rio Verde, no Distrito de Arapuá e encontrou um veado campeiro- animal silvestre em extinção- acondicionado em uma caixa térmica no carro.

De acordo com o processo, o homem confessou o abate do animal com tiro de arma de fogo. No veículo foi encontro ainda uma arma espingarda, 12 munições calibre 357, nove anzóis de galhos e uma rede de pesca.

Segundo Antônio Carlos, são comuns denúncias chegarem à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente pela matança de animais silvestres. “Já tivemos casos de Araras, Antas, entre outros animais mortos por caçadores”, frisou.

Por Ana Cristina Santos 

Fonte: Jornal do Povo 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.