Homem é denunciado por atirar em animais no bairro Maracanã em Santarém, PA

Homem é denunciado por atirar em animais no bairro Maracanã em Santarém, PA
Homem é denunciado por atirar em animais no bairro Maracanã (Foto: Reprodução Internet)

Moradores da rua Joana D’arc, no bairro Maracanã em Santarém, oeste do Pará denunciam uma ação de maus tratos. Segundo eles, um morador tem atingido e matado animais no bairro com uma arma de ar comprimido. A preocupação é de que pessoas também possam ser atingidas pelos disparos.

Segundo os moradores, o homem que se mudou para o local recentemente, anda com uma arma cuja a munição é uma espécie de ‘chumbinho’. Por toda a extensão da rua é possível achar animais como pássaros e urubus mortos. Gatos e cachorros também estão sendo alvo das agressões.

O cachorro da autônoma Bruna Pedroso, chamado ‘Pingo’, foi atingido na perna nos últimos dias. Ela relata diversos casos. “A gente acabou percebendo que ele atirava nos urubus no poste em frente à casa dele e gatos também já foram baleados, inclusive uma vizinha nossa teve um gatinho com olho perfurado. Atrás da casa dele tem um terreno baldio, aonde encontramos muitos animais mortos”, ressalta Bruna.

Animais estão sendo feridos e mortos por arma de ar comprimido no bairro Maracanã. (Foto: Reprodução/ TV Tapajós)
Animais estão sendo feridos e mortos por arma de ar comprimido no bairro Maracanã. (Foto: Reprodução/ TV Tapajós)

Outros moradores também ficaram indignados com a situação, entre elas a dona de casa Maria Pinheiro. “Uma pessoa assim não tem coração, não tem amor aos animais. Não é assim que se leva a vida”, afirma.

Muitos temem o risco de crianças serem atingidas.“Tenho uma sobrinha e uma filha, que vão direto ao comércio para comprar as coisas e elas passam pela frente da casa dele e temos medo de atirarem nas crianças” declara a dona de casa, Eliene de Almeida.

O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil e a comissão de defesa e proteção dos animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanha a situação. Segundo a advogada Jakelyne Costa, que faz parte da comissão de defesa e proteção dos animais da OAB, se ficar comprovado o crime de maus tratos aos animais, o suspeito será punido.

“A partir do momento que a OAB tomou conhecimento da denúncia, ouvimos a versão da dona do cachorro. Nos dirigimos até a delegacia aonde foi prestada a queixa. Conversamos com o delegado para saber sobre o procedimento, que está tudo dentro da legalidade e as partes já foram chamadas para depoimento para apurar o que aconteceu. É crime sim, maltratar animais. É considerado criem previsto na legislação ambiental, com pena de detenção de seis meses a um ano e multa”, conclui a advogada.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.