Homem é flagrado agredindo cachorro em Valença, no Sul do Rio de Janeiro

Homem é flagrado agredindo cachorro em Valença, no Sul do Rio de Janeiro

Ação, na Avenida do Contorno, foi registrada por câmeras de segurança. Agressor se disse arrependido e pediu desculpa em uma rede social.

A Polícia de Valença investiga a agressão a um cachorro flagrada por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial, na Avenida do Contorno, em Valença, no Sul do Rio de Janeiro. O crime aconteceu na última quarta-feira (14) e ganhou repercussão no início desta semana após as imagens serem compartilhadas centenas de vezes nas redes sociais.

“Isso não pode fazer com animal”, disse uma moradora. “Você vê um ser humano fazer isso com um animal que não fez nada pra ele. Chega a me arrepiar, eu fico muito indignado”, relcamou outro morador.

O homem que é visto no vídeo descendo do carro e chutando o cão é o cabeleireiro Rodrigo Esteves Ribeiro, de 36 anos. Ele já tem passagem pela polícia por lesão corporal, ameaça e desobediência.

A denúncia foi feita pela namorada do homem que dirigia o veículo no momento da agressão. O caso foi registrado na 91ª Delegacia de Polícia (Valença) e o suspeito já prestou depoimento.

“Nós tínhamos já identificado o veículo pela placa e ele realmente confessou que por estar embriagado ele agrediu o cachorro. Por ironia ele disse que se arrepende e que gosta de cachorro. Não dá para acreditar”, disse o delegado Luciano Coelho dos Santos, responsável pelo caso.

O cachorro, que é chamado pelo nome de Amarelo, foi resgatado por uma organização não-governamental (ONG) de proteção dos animais e passou por exames. Uma radiografia indicou uma mancha que, segundo o voluntário, pode ser um coágulo no rim. Nas próximas semanas ele deve passar por novos exames para verificar a necessidade de uma cirurgia.

“O animal já nasce sabendo perdoar. Ele sabe amar incodicionalmente a gente sabe que esse trauma vai passar. Ele precisa só de uma família que dê amor e carinho e que trate ele como membro da familia” disse Sandro Alexandre da Silva, voluntário da ONG.

Agressor pede desculpa

Em uma rede social, o cabelereiro Rodrigo Esteves Ribeiro postou um depoimento dizendo estar arrependido de seus atos e que vai arcar com as despesas do cão. ” É com grande vergonha e arrependimento que venho a público pedir perdão pelo meu ato convarde, desumano, com aquele pobre cachorro. Eu estava alcoolizado, mas não justifica meus atos. Quero pedir perdão primeiro a Deus e depois às ONGs, e a vocês que estão lendo essa mensagem”.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.