Homem é flagrado fazendo cirurgia em cachorro no fundo de casa, em Águas Lindas de Góias

Homem é flagrado fazendo cirurgia em cachorro no fundo de casa, em Águas Lindas de Góias

Um homem, que disse ser estudante de medicina veterinária, foi flagrado fazendo cirurgia em um cachorro no fundo da casa onde mora no Setor Barragem I, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. No local, haviam outros animais, que estavam debilitados, segundo a polícia. A Polícia Civil investiga o caso, mas o homem não foi preso.

Vídeo: Homem é suspeito de fazer cirurgias clandestinas em animais, em Águas Lindas de Goiás.

A Polícia Militar descobriu o caso na noite de segunda-feira (8) após uma denúncia. Quando a PM chegou ao local, encontrou vários animais debilitados. Os tutores foram acionados e devem fazer a transferência desses animais para outras clínicas.

O G1 não conseguiu localizar a defesa do suspeito, pois o nome dele não foi divulgado pela corporação.

Ainda de acordo com a investigação, o homem tem um pet shop na cidade, mas estaria fazendo os procedimentos cirúrgicos em uma clínica que fica no fundo da casa dele.

Sobre a alegação de que ele é estudante de medicina veterinária, os policiais disseram que ele não conseguiu provar a informação. A investigação verificou que ele não tem registro profissional no Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Homem é flagrado fazendo cirurgia em cachorro no fundo de casa, em Águas Lindas de Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Militar

À TV Anhanguera, a PM disse que encontrou um livro de registros que mostrou atendimentos feitos pelo homem em 2016. Na época, o suspeito era auxiliar e sócio de um médico veterinário que tinha uma clínica na cidade. Mas, tempos depois, o médico veterinário findou a parceria e o homem continuou atendendo como se fosse o profissional.

Em depoimento à polícia, uma testemunha informou que chegou a levar um cachorro para o local para fazer uma cirurgia e ele usou uma linha de anzol para finalizar o procedimento. Ela precisou levar o animal a outra clínica, mas, o cão sobreviveu.

A Polícia Civil investiga o caso e o suspeito vai responder em liberdade por exercício ilegal da profissão.

Por Danielle Oliveira e Naiara Santos

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.