Homem é multado em quase R$ 30 mil por maus-tratos a pássaros silvestres em Lins, SP

Homem é multado em quase R$ 30 mil por maus-tratos a pássaros silvestres em Lins, SP
Polícia Ambiental apreendeu também as gaiolas onde o suspeito mantinha os pássaros silvestres sem autorização (Foto: Polícia Ambiental/Divulgação)

Um morador de Lins (SP) de 49 anos foi autuado pela Polícia Ambiental nesta terça-feira (20) por manter pássaros silvestres sem autorização e em situação de maus-tratos. Ele recebeu três autuações que somaram um valor de R$ 28,5 mil.

Com base em denúncia anônima, a polícia foi até a casa do homem, no bairro Lins V, onde encontraram oito pássaros da fauna silvestre – seis canários-da-terra e duas coleirinhas –, todos em situação de maus-tratos, sem alimentação, água e com as gaiolas sujas de fezes.

Os policiais também constataram que os animais não possuíam autorização ambiental para estarem em cativeiro e havia no interior da casa um alçapão armado, equipamento utilizado para captura de pássaros.

Além das gaiolas, um alçapão usado na caça de pássaros também foi apreendido e gerou multa de R$ 500 (Foto: Polícia Ambiental/Divulgação)
Além das gaiolas, um alçapão usado na caça de pássaros também foi apreendido e gerou multa de R$ 500 (Foto: Polícia Ambiental/Divulgação)

O tutor dos pássaros recebeu três autuações: uma no valor de R$ 4 mil, pelo cativeiro dos pássaros sem licença ambiental, outra de R$ 24 mil, pela situação de maus-tratos, e outra de R$ 500, pelo ato de caça através do alçapão. Ele ainda vai responder pelos crime de maus-tratos e por crime ambiental contra a fauna.

Os pássaros serão avaliados por um veterinário. Se tiverem boas condições de saúde para reintrodução na natureza, serão soltos na região.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.