Homem é multado em R$ 15,5 mil por capturar aves e usá-las como “isca”

Homem é multado em R$ 15,5 mil por capturar aves e usá-las como “isca”
Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Um homem de 60 anos foi multado em mais de R$ 15 mil por manter aves silvestres em cativeiro e usá-las para atrair outras. A Polícia Militar Ambiental foi até o endereço onde os pássaros eram mantidos, em Osvaldo Cruz, no interior de São Paulo, nessa terça-feira (31/10).

No local, foram encontradas 31 aves silvestres das espécies inhapim, saí-canário, canário-da-terra, coleirinho, papa-capim e galo-de-campina. Os pássaros estavam em gaiolas e três deles eram usados como “chama”, uma espécie de isca para atrair outras aves para prendê-las.

Durante o flagrante, os policiais encontraram alçapões acoplados às gaiolas. Segundo os agentes, as aves eram atraídas pelos cantos no viveiro e pela comida. Quando pousavam na gaiola, o dispositivo fechava e capturava o animal.

Aos policiais, o homem responsável pelas armadilhas disse que não possuía licença do órgão ambiental. Foram aplicados dois autos de infração ambiental, um no valor de R$ 14 mil, por ter em cativeiro 28 aves da fauna silvestre, e outro no valor de R$ 1,5 mil por utilizar três aves da fauna silvestre como “chama”.

As aves foram apreendidas e devolvidas ao habitat natural, na área verde de uma escola municipal de Sagres, município vizinho a Osvaldo Cruz, durante atividade de educação ambiental com participação de alunos e professores.

Por Leonardo Amaro

Fonte: Metrópoles