Homem é multado em R$ 17,5 mil por captura de aves silvestres em Itanhaém, SP

Homem é multado em R$ 17,5 mil por captura de aves silvestres em Itanhaém, SP
Aves silvestres foram encontradas dentro de gaiolas em uma residência em Itanhaém, SP — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

Um homem foi multado em R$ 17,5 mil por manter aves silvestres em cativeiro em Itanhaém, no litoral de São Paulo. As equipes constataram que não havia sinais de maus-tratos contra os animais, pois eles tinham água e comida à disposição.

Segundo informações da Polícia Militar Ambiental, as equipes receberam uma denúncia e foram verificar a situação no bairro Cibratel II. No local, foram encontradas duas gaiolas penduradas, com duas aves identificadas como trinca ferro (Saltador similis) e coleirinho baiano (Sporophila nigricollis).

Imediatamente, os policiais fizeram contato com o dono do imóvel, que autorizou e acompanhou a vistoria pelo local. Em outro cômodo da residência, foram encontradas outras gaiolas com mais um coleirinho baiano e 32 aves da espécie coleirinho papa capim (Sporophila caerulescens).

Questionado, o dono do imóvel confirmou que não possuía autorização para manter as aves em sua casa. De acordo com ele, os animais eram mantidos nas gaiolas para domesticação. Algumas foram adquiridos pelo homem e outros capturados perto da residência.

Os policiais analisaram que 22 aves da espécie coleirinho papa capim tinham sinais de recém-captura e foram soltas na natureza. As demais apresentavam sinais de domesticação e permaneceram sob os cuidados do autuado.

A ocorrência foi registrada como degradação ambiental contra a fauna. As espécies não constam na lista de animais ameaçados de extinção. Durante a vistoria, compareceu ao local um médico veterinário para verificar a situação das aves. O homem terá que pagar uma multa de R$ 17,5 mil pela apreensão e depósito das aves.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.