Homem é multado em R$ 28 mil por manter aves silvestres em cativeiro no litoral de SP

Homem é multado em R$ 28 mil por manter aves silvestres em cativeiro no litoral de SP
Homem foi autuado pela Polícia Militar Ambiental — Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Um homem foi multado em R$ 28 mil por manter 56 aves silvestres em cativeiro, dentro de uma residência localizada em Itanhaém, no litoral de São Paulo, no domingo (24). Segundo a Polícia Militar Ambiental, os animais não apresentavam sinais de maus-tratos e estavam sendo bem cuidados, com água, comida e abrigo.

As equipes chegaram ao local após receberem denúncia de que uma casa abrigava aves silvestres em cativeiro no bairro Gaivota. Ao chegarem, as autoridades viram na varanda três gaiolas vazias penduradas e uma quarta com um canário-da-terra. A PM fez contato com o proprietário do imóvel, que autorizou a entrada e a vistoria.

Em alguns dos cômodos, foram encontradas gaiolas com 56 aves silvestres, entre elas 34 canários-da-terra, 18 rolinhas-caldo-de-feijão (Columbina talpacoti), dois pássaros pretos (Gnorimopsar chopi), um tiê preto (Tachyphonus coronatus) e um coleirinho papa capim (Sporophila caerulescens).

Segundo a polícia, as gaiolas continham água e comida à disposição e estavam abrigadas, mostrando que não havia sinais de maus-tratos. Além disso, foram encontrados instrumentos para captura de aves conhecidos como ‘batê’, contudo, nenhum estava armado.

Ao ser questionado, o proprietário da casa informou não possuir qualquer tipo de autorização, e que tinha as aves há pouco tempo, realizando captura para estimação. O homem foi autuado em R$ 28 mil por infração ambiental. As aves que possuíam sinais de captura recente foram soltas. As demais foram apreendidas, junto com as gaiolas.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.