Homem é preso após denúncia de que iria enterrar cachorro ainda vivo no quintal

Homem é preso após denúncia de que iria enterrar cachorro ainda vivo no quintal

Policiais da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) prenderam na tarde desta terça-feira (11), um homem de 58 anos, que planejava enterrar seu cachorro vivo, no quintal de uma casa no bairro Santa Emília, em Campo Grande, MS.

O animal estava bastante debilitado, aparentava desnutrição e, segundo relatos, vivia amarrado a uma corda todo o tempo, no quintal da casa. Pouco depois de ser resgatado por uma vizinha, ele morreu. 

Ao chegar no local da denúncia, os investigadores encontraram um pequeno buraco, onde tudo indica que seria a cova rasa feita pelo morador. O preso negou que iria enterrar o cão ainda com vida.

Ele disse à polícia que cavou o buraco apenas para enterrar as fezes do animal. Na casa foi encontrado outro cachorro vivendo nas mesmas condições de maus-tratos, preso no quintal. Ele foi resgatado e encaminhado para atendimento veterinário.

Já o dono dos animais foi encaminhado para a Decat, onde será indiciado pelo crime de maus-tratos com pena de reclusão de 2 a 5 anos, multa, e proibição da guarda, além de poder ser aumentada de 1/6 a 1/3 da pena em caso de morte do animal.

Fonte: R7

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.