Homem é preso após ser flagrado transportando tatu-galinha abatido em seu carro em MS

Homem é preso após ser flagrado transportando tatu-galinha abatido em seu carro em MS
Tatu-galinha foi achado morto e já limpo - (Foto: PMA)

Na noite de sábado (16), a Polícia Militar Ambiental do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema (Pevri), em uma ação estratégica da Operação Bocaiuva, realizou uma barreira policial na rodovia MS-283, localizada em Jatei. Durante a operação, um veículo foi abordado e um tatu-galinha foi encontrado morto dentro do carro.

O carros era conduzido por um homem e tendo uma mulher como passageira. O nervosismo do condutor chamou a atenção dos policiais, o que levou a uma vistoria minuciosa no interior do carro. Para surpresa da equipe, no porta-malas foi encontrada uma sacola branca contendo um tatu-galinha, já abatido e limpo. Junto ao animal, uma machadinha, instrumento utilizado no abate, também foi apreendida.

Ao ser questionado, o homem confessou ter abatido o animal silvestre há cerca de quatro dias na fazenda onde trabalha. Diante dos fatos apresentados, a equipe da Polícia Militar Ambiental deu voz de prisão ao acusado pelo crime de caça ilegal. O indivíduo, juntamente com o tatu-galinha e o veículo, foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Jatei. Além da detenção, foi arbitrada uma multa no valor de R$ 500 ao infrator.

A caça de animais silvestres é um crime ambiental grave e a Polícia Militar Ambiental tem intensificado as operações para coibir tais práticas, visando a preservação da fauna e o equilíbrio do ecossistema.

Por Iury de Oliveira

Fonte: A Crítica