Homem é preso com mais de 40 animais em cativeiro ilegal no RJ

Homem é preso com mais de 40 animais em cativeiro ilegal no RJ
Foto: Metrópoles / Fabiano Veneza/GovRJ

Um homem foi preso e mais 40 animais silvestres foram resgatados em um sítio em Vargem Grande, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (14/3). A operação contou com o apoio de agentes das secretarias de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, da Polícia Militar e da Polícia Civil, além do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Além de preso, o homem foi autuado e multado pelo cativeiro ilegal de animais silvestres e construção em Área de Preservação Permanente e captação irregular de recurso hídrico. Foram resgatados 24 animais nativos, sendo cinco araras, oito tucanos, oito jabutis, dois papagaios, uma maritaca e dois macacos-prego.

A ação do governo fluminense tem como objetivo conter a caça e o trafico ilegal de animais silvestres em Vargem Grade.

“É inadmissível permitir que criminosos atuem traficando esses animais, que ficam em cativeiros, com maus tratos e tortura. É uma determinação da nossa gestão manter a vigilância e agir com inteligência para coibir essa prática é punir exemplarmente os responsáveis”, afirmou o governador Cláudio Castro (PL).

Os agentes também resgataram 17 espécies exóticas, como os cinco Ring Neck, quatro Tigres d’água (cágados), um pavão, um pombo, uma rosela e duas calorias. Veja as fotos dos animais recuperados:

Os animais resgatados irão passar por avaliação e cuidados de veterinários para poder retornar à natureza. O Comando de Polícia Ambiental e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, assim como a Superintendência de Combate aos Crimes Ambientais e as gerências de Fauna, de Unidades de Conservação e de Fiscalizações Ordinárias irão trabalhar para identificação dos responsáveis pelo crime ambiental.

“O que a gente precisa ressaltar é que além do intenso trabalho de investigação e inteligência, temos a fundamental participação da população que denuncia essas práticas ilegais e contribui para garantirmos a preservação do ambiente e um estado e um planeta mais saudável”, destacou o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Bernardo Rossi.

Por Maria Eduarda Portela

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.