Homem é preso por destruir casinhas que abrigavam cachorros de rua em Curitiba

Homem é preso por destruir casinhas que abrigavam cachorros de rua em Curitiba
Casinhas foram destruídas — Foto: Reprodução/RPC

Um homem de 47 anos foi preso em flagrante por maus-tratos após destruir casinhas que abrigavam cachorros de rua em Curitiba.

VÍDEO: Homem é preso após destruir casinhas que abrigavam cachorros de rua em Curitiba

As casinhas ficavam em uma rua do bairro Umbará e foram colocadas por Adão de Lázaro, morador local que ajuda a cuidar dos cães comunitários.

A situação começou com uma briga entre o homem, que é vendedor, e Adão. Parte da confusão foi gravada. Assista acima.

“Toda vez que você botar água e comida eu vou tirar”, ameaça o homem.

Em seguida, conforme a polícia, o homem jogou a ração dos animais fora e destruiu as casinhas que abrigavam os cães. A ação deixou os moradores do bairro indignados, o que os motivou a levarem a situação para a polícia.

“Ele encarou com surpresa, ele acha que tinha razão na sua atitude. Nossa interpretação é de que ele praticou um ato de abuso porque tirou o mínimo da sobrevivência daqueles animais”, afirmou Guilherme Dias, delegado responsável pelo caso.

O crime de maus-tratos pode gerar uma pena de prisão que varia de dois a cinco anos, multa e proibição de guarda. Em caso de morte do animal, a pena é aumentada de um sexto a um terço.

‘Coração chegou a arder’

Cães comunitários são cuidados não possuem um responsável único e definido, mas são cuidados por diversas pessoas — Foto: Reprodução/RPC
Cães comunitários são cuidados não possuem um responsável único e definido, mas são cuidados por diversas pessoas — Foto: Reprodução/RPC

A assistente administrativa Sueli de Lima construiu junto com o irmão as casinhas que foram destruídas. Ela conta que ficou triste com a situação.

“Te confesso que meu coração chegou a arder de dor, porque é um trabalho que a gente faz com muito amor, muita dedicação. Eu fiquei indignada de uma pessoa fazer isso com um ser que depende totalmente da gente”, desabafa.

Adão disse que apesar da situação vai continuar cuidando dos animais.

“Fazer isso é triste demais. Dá dó, né? Eu vou cobrir de novo, vou deixar aqui de volta. Vou arrumar e vou cobrir”

Adão é um dos moradores que ajuda a cuidar dos cães comunitários — Foto: Reprodução/RPC
Adão é um dos moradores que ajuda a cuidar dos cães comunitários — Foto: Reprodução/RPC

Como denunciar

Para denunciar, a população pode entrar em contato com a Polícia Civil pelo telefone 181.

A Guarda Municipal também pode ser acionada pelo 153.

Segundo a Polícia Civil, as denúncias devem ser responsáveis e conter o máximo de informação possível, se possível com foto ou vídeo.

Configuram crime de maus-tratos situações como a falta de higiene que possa prejudicar a saúde do animal, o animal ficar preso em uma corrente ou corda, sem tamanho mínimo adequado e com restrição de movimentação, além de agressões, castigo, abandono ou falta de alimentação.

Fonte: g1