Homem é preso suspeito de matar a pauladas e enterrar cadela do vizinho, na Serra, ES

Homem é preso suspeito de matar a pauladas e enterrar cadela do vizinho, na Serra, ES

Um homem de 52 anos foi preso suspeito de matar uma cadela a pauladas no meio da rua, no bairro Lagoa de Jacaraípe, na Serra. A CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais, da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), informou que recebeu a denúncia na tarde de quinta-feira (27) e, ao chegar no local, encontrou a cadela enterrada na frente da casa do suspeito. 

O homem confessou o crime e afirmou que matou o animal porque ele teria comido algumas de suas galinhas. Em nota, a Polícia Civil informou que o suspeito foi conduzido à Delegacia Regional da Serra e autuado em flagrante por maus-tratos com o aumento de pena do resultado morte. 

Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. 

Pena para maus-tratos

O governo federal sancionou, no ano passado, a Lei Federal 14.064/2020, que aumenta a punição para quem praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. A legislação anterior previa multa e reclusão de 3 a 12 meses para os infratores. Com o novo texto, os criminosos estão sujeitos à pena de 2 a 5 anos de reclusão, além de multa e proibição de guarda.

A pena de reclusão da lei prevê cumprimento em estabelecimentos mais rígidos, como presídios de segurança média ou máxima. O regime de cumprimento de reclusão pode ser fechado, semiaberto ou aberto.

Como denunciar? 

Veja a relação abaixo dos locais que recebem as denúncias no Espírito Santo:

– Núcleo de Proteção aos Animais (NPA) – Delegacia de Meio Ambiente
Rodovia BR 262, km 0, Jardim América – Cariacica.
Tel.: (27) (27) 3236-8136

– Assembleia Legislativa do ES – Comissão de Maus Tratos a Animais
E-mail: [email protected]

– Polícia Militar: ligue 190

– Ouvidoria do Ministério Público do ES
Site https://ouvidoria.mpes.mp.br
Tel.: 127 / (27) 3194-4500

– Delegacia Online
Tel.: (27) 3236-8139 ou (27) 3236-7269
Site: http://www.delegaciaonline.sesp.es.gov.br

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.