Homem é processado por crueldade animal após atacar um husky com golpes de facão

Homem é processado por crueldade animal após atacar um husky com golpes de facão
Maus-tratos aos animais El 9 de mayo de 2024, Valeriano N, atacó con un machete al perrito Husky Thor. FOTO: Especial

Um homem foi acusado de crimes contra os animais na forma de crueldade animal, depois de atacar com um facão um cão da raça husky, causando-lhe lesões no crânio e em outras partes do corpo.

De acordo com as investigações das autoridades policiais, em 9 de maio de 2024, Valeriano N. atacou o cachorro, chamado Thor, na junta auxiliar Ignacio Romero Vargas.

De acordo com relatos, Thor escapou da casa de sua dona quando ela abriu a porta. Nesse momento, Valeriano, de 36 anos, o agrediu com um facão, embora o motivo do ataque não tenha sido especificado.

Um juiz de Controle ordenou a transferência de Valeriano para um Centro de Reinserção Social de Puebla, no México, impondo a prisão preventiva obrigatória como medida cautelar durante todo o tempo que durar o processo penal contra ele.

Além disso, o juiz concedeu um prazo de três meses para o encerramento da investigação complementar antes de proferir uma sentença condenatória.

Valeriano N. foi detido por agentes da Polícia Municipal e levado para a Procuradoria Geral do Estado de Puebla (FGE). Este caso marca a primeira apresentação em flagrante por crimes contra animais na entidade.

Outro caso semelhante ocorreu em 10 de março de 2023, na colônia Vista Hermosa, no município de Tehuacán, também no México, quando Andrés N. feriu com um facão dois cães vira-latas conhecidos como Donki e Toby, causando-lhes a morte.

Foi em fevereiro deste ano, quando o Ministério Público do Estado, por meio de um procedimento abreviado, conseguiu impor ao responsável uma pena de três anos, seis meses e 20 dias de prisão e uma multa de 18.465 pesos.

Em 26 de outubro de 2023, a Procuradoria de Puebla informou que Calixto “N”, o homem que atirou em um cachorro com uma espingarda na cidade de Huaquechula e causou sua morte, foi condenado a três anos de prisão.

Em maio de 2024, a justiça chegou para “Deck”, um cachorro da raça Akita que foi brutalmente atacado com uma arma cortante na frente de seu dono em 25 de novembro de 2020.

Víctor Manuel N., responsável por este homicídio, foi condenado a oito anos de prisão pelo crime de crueldade contra animais.

Por Ilse Contreras

Fonte: Metro

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.